Listão 2018: Os piores filmes do ano


Encerrando o ano de 2018 com nossas tradicionais seleções do Listão, começamos elencando as produções lançadas no circuito comercial dos cinemas brasileiros e canais de streaming que consideramos como nossas piores experiências nesse ano que está nos deixando. Antecipadamente, registramos que a lista compreende apenas obras que tenhamos assistido no corrente ano e que, claro, é representativa do ponto de vista do site. Vamos aos filmes: 


10º lugar
 Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald

O segundo filme da franquia Animais Fantásticos comprova como esse derivado da saga Harry Potter não conseguiu fisgar o público ou fazer decolar a sua história e seus personagens. Excesso de protagonistas e promessas de aprofundamento da trama que não vingam desde o primeiro filme prejudicam um filme que teve como chamariz o destaque à dobradinha entre Jude Law e Johnny Depp. A impressão mais forte que fica também é a de que o diretor David Yates já deveria ter cedido o comando desses filmes desde o primeiro longa. Faria bem à franquia um novo olhar...



9º lugar
Perigo na Montanha

Antes de Aquaman dominar os cinemas em dezembro, Jason Momoa estrelou o típico filme de ação de home video batizado por aqui de Perigo na Montanha. O longa é um filme burocrático centrado no esforço do personagem do ator e seu pai, interpretado por Stephen Lang, de se desvencilhar de um grupo de criminosos que os fazem prisioneiros de sua própria propriedade. Dos mais genéricos e com as soluções mais tolas possíveis. 


8º lugar
Operação Red Sparrow

Pelo segundo ano consecutivo temos uma produção estrelada pela vencedora do Oscar Jennifer Lawrence na nossa lista. Operação Red Sparrow foi algo como De Olhos bem Fechados com um gosto de história da origem da Viúva Negra, personagem de Os Vingadores da Marvel. A atriz interpreta uma espiã russa que utiliza a sedução como ferramenta de trabalho. Longo e aparentando ser algo esteticamente ambicioso é um desafio manter a atenção do espectador nos eventos de um thriller que manipula de maneira estranha o seu tema. 



7º lugar
Cinquenta Tons de Liberdade

Último filme da franquia baseada nos best-sellers de E.L. James, Cinquenta Tons de Liberdade segue o esquema dos anteriores com problemas pedestres como a ausência de plot. Arrastando-se até seu desfecho de conto de fadas, o terceiro capítulo segue encontrando justificativas para o comportamento controlador do seu protagonista e explora o quanto pode o artifício das suas cenas de sexo como se todas fossem algo completamente anárquico ou erótico do ponto de vista cinematográfico.


6º lugar
Acrimônia

Grande novelão, Acrimônia não estaria na lista ou talvez ficasse numa posição melhor caso o filme se resumisse ao seu estapafúrdio e divertido terceiro ato. O longa de Tyler Perry é cafona ao extremo com sua trama sobre uma mulher ressentida pela traição do esposo. A interpretação canastrona da indicada ao Oscar Taraji P. Henson é a cereja do bolo de um filme que, ainda que renda momentos bem divertidos dada a sua "calhordice", cimenta a ausência de noção do seu cineasta sobre aquilo que estava fazendo. 



5º lugar
Rampage: Destruição Total

The Rock anda aceitando filmes demais. Consequência disso é esse estapafúrdio longa de ação baseado num game que sequer tem fanbase mas que ainda assim fez seu estúdio investir "rios" de dinheiro. Animais mutantes gigantescos batalham numa grande metrópole com o maior astro de ação do cinema americano sem função alguma em cena. É um dos blockbusters mais supérfluos de 2018. 



4º lugar
A Barraca do Beijo

Sucesso do catálogo Netflix, que renderá inclusive uma continuação em breve, A Barraca do Beijo foi uma das febres adolescentes de 2018. Muita gente andou shippando seus astros Joey King e Jacob Elordi, que até engataram um namoro fora de cena. No entanto, a produção é marcada por um roteiro primário que enreda sua protagonista em relações abusivas com seus dois co-protagonistas com ares de romance. A trama é infantil e as situações dramáticas que cria não fazem muito sentido, como uma que versa sobre um pacto entre a personagem de King e seu melhor amigo. 



3º lugar
Mentes Sombrias

Respingo da febre das distopias adolescentes, Mentes Sombrias soa como um X-Men: Primeira Classe de baixo orçamento. O filme é protagonizado por um grupo de adolescentes com poderes que são divididos em castas a partir de suas habilidades. Pouca coisa de relevante acontece no longa, ainda que tudo soe como importante e inédito. Destaque para as participações subaproveitadas de atores como Gwendoline Christie e Mandy Moore. O fiasco da saga Divergente já devia ter sido uma lição para esse tipo de iniciativa. 



2º lugar
Parque do Inferno

Parque do Inferno consegue utilizar um dos gêneros mais divertidos do cinema, o slasher movie, e realizar um dos títulos mais medíocres do ano. O filme basicamente acompanha um grupo de adolescentes se desvencilhando de um assassino mascarado no parque. Entendendo muito pouco daquilo que faz os próprios títulos do gênero funcionarem, principalmente o senso de diversão com a própria situação de terror vivenciada por seus protagonistas, o longa é enfadonho e não oferta qualquer tipo de entretenimento ao espectador. 



1º lugar
João de Deus: O Silêncio é uma Prece

Quando assistimos ao documentário sobre João de Deus meses atrás, mal poderíamos imaginar que seu protagonista estaria enredado nessas inúmeras acusações de assédio e estupro contra mulheres que tomaram conta do noticiário nacional em dezembro. O filme em si é do tipo "chapa branca" que não procura tencionar contradições e traçar um retrato mais profundo da biografia de João de Deus, funcionando como um vídeo institucional da Casa de Dom Inácio. Depois de tudo que estamos acompanhando, então, ficou ainda mais difícil de engolir como obra. 

Para ler a crítica, clique aqui. 

Em outros anos:
Os Guardiões (2017)
Truque de Mestre: O 2º Ato (2016)
Terceira Pessoa (2015)
Invasão à Casa Branca (2013)
Gamer (2009)

COMENTÁRIOS

Nome

Agenda,14,Checklist,11,Cinco Atos,2,Crítica,206,DVD & Blu-Ray,6,Editorial,2,Entrevista,2,Extras,9,Listão,22,Matéria Especial,21,Notícias,37,Prévia,77,Radar Crítico,20,Rewind,11,TV & Streaming,45,Vilões que Amamos Odiar,1,
ltr
item
Chovendo Sapos: Listão 2018: Os piores filmes do ano
Listão 2018: Os piores filmes do ano
https://2.bp.blogspot.com/-f4FAOCxu5ig/XB1O4e7LiZI/AAAAAAAAbXk/oyfU5uu6tfoov-QD6WTvNrZj-Jams7NdgCLcBGAs/s400/A%2BBarraca%2Bdo%2BBeijo_.jpg
https://2.bp.blogspot.com/-f4FAOCxu5ig/XB1O4e7LiZI/AAAAAAAAbXk/oyfU5uu6tfoov-QD6WTvNrZj-Jams7NdgCLcBGAs/s72-c/A%2BBarraca%2Bdo%2BBeijo_.jpg
Chovendo Sapos
http://www.chovendosapos.com.br/2018/12/filmes-2018-a-barraca-do-beijo.html
http://www.chovendosapos.com.br/
http://www.chovendosapos.com.br/
http://www.chovendosapos.com.br/2018/12/filmes-2018-a-barraca-do-beijo.html
true
3477978344278040615
UTF-8
Posts carregados Nada encontrado! VEJA MAIS Leia mais Responder Cancelar resposta Deletar Por Início PÁGINAS POSTS Ver todos RECOMENDADO PARA VOCÊ CATEGORIA ARQUIVO PESQUISAR TODOS OS POSTS Nada encontrado VOLTAR Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir ESSE CONTEÚDO É PREMIUM Por favor, compartilhe para liberar! Copie todo o código Selecione todo código Todos os códigos foram copiados Não foi possível copiar o código