Crítica: Imaginário - Brinquedo Diabólico

 

Lançado sob o selo da Blumhouse, Imaginário: Brinquedo Diabólico lida com elementos tradicionais do horror: nossa fantasia com brinquedos que podem ser tomados por forças malignas. Para quem não está familiarizado com a trajetória da Blumhouse, ela é uma produtora de filmes estadunidenses que se especializou no gênero com títulos importantes nas últimas décadas como Atividade Paranormal, Sobrenatural e o vencedor do Oscar Corra! (melhor roteiro original). Acontece que nos últimos anos a qualidade dos filmes com o selo Blumhouse, entre eles, podemos destacar o revival da franquia Halloween e O Exorcista: O Devoto, tem caído e a produtora sofre uma relativa crise de credibilidade com os seus fãs

Em Imaginário, acompanhamos a história de uma ilustradora que lida com estranhos eventos a partir do momento em que sua enteada se apega a um urso de pelúcia, tomando-o como um amigo imaginário. A partir daí, estranhos eventos começam a acontecer na casa daquela família e a protagonista encontra conexão entre a situação vivenciada pela garota e aquela que viveu no passado quando também era criança. 

Imaginário: Brinquedo Diabólico é conduzido por um dos diretores menos bem quistos do catálogo da Blumhouse, Jeff Wadlow, responsável por nada menos do que dois dos títulos mais mal resenhados da história da produtora: A Ilha da Fantasia (2020) e Verdade ou Desafio (2018). Assim, não dá para esperar muito de um longa comandado por ele, então não é com surpresa que constatamos o resultado  ruim de Imaginário: Brinquedo Diabólico


PSICOLOGIA DE BUTECO

A trama do longa é a mais boba possível. O filme se sustenta naquele raso apelo a temas da psicologia como traumas de infância e conflitos familiares, mas sempre da forma mais superficial e desleixada possível. Aqui, a protagonista tem que lidar com o desafio de cuidar das duas enteadas, uma delas extremamente resistente a ideia de ter uma madrasta e a outra, a mais nova, apesar de carinhosa, tem dificuldades para superar as dores legadas pela convivência com uma mãe vítima de transtornos psicológicos. 

Não espere muito do desenvolvimento dessas relações pelo roteiro. Imaginário passa longe de qualquer abordagem problematizadora ou que saia do lugar comum, enrolando o espectador com dramas desinteressantes que não fazem muito pela experiência do espectador. O filme ainda sofre com um roteiro repleto de diálogos clichês e desfechos que são adiados a fim de "enganar" o público. Além disso, Imaginário conta com uma direção que poucas vezes consegue produzir qualquer atmosfera de suspense. O artifício do urso de pelúcia como um objeto potencialmente assustador não surte qualquer efeito no filme, não só pela aparência do brinquedo, mas porque o seu diretor sequer explora recursos que permitam qualquer mitologia em torno do bichinho de pelúcia. Portanto, não, o ursinho de Imaginário não conseguirá entrar para a galeria de brinquedos assustadores do cinema como Chucky ou Annabelle.


CENÁRIOS CRIATIVOS

Conta pontos a favor do título a presença de DeWanda Wise, anteriormente vista em Jurassic World: Domínio. A atriz consegue trazer alguma credibilidade ao filme como a protagonista da história. Além disso também é pontualmente interessante a forma como Imaginário lida com o mundo das fantasias infantis, explorando criativo trabalho de design de produção no terceiro ato da história. 

Imaginário: Brinquedo Diabólico não chega a ser um desastre cinematográfico, mas é uma espécie de terror B que não acrescenta muito às plateias assíduas ou eventuais do cinema de horror. O filme é um emaranhado de "lugares comuns" do gênero que exploram da forma mais protocolar possível as potencialidades desse tipo de história. 


Avaliação




Título original: Imaginary
Ano: 2024
Duração: 104 minutos
Nos cinemas
Direção: Jeff Wadlow
Roteiro: Jeff Wadlow, Greg Erb e Jason Oremland
Elenco: DeWanda Wise, Taegen Burns, Pyper Braun, Betty Buckley, Tom Payne, Veronica Falcón, Samuel Salary, Matthew Sato, Alix Angelis, Wanetah Walmsley. 

Assista ao trailer:


COMENTÁRIOS

Nome

Agenda,14,Checklist,11,Cinco Atos,1,Crítica,315,DVD & Blu-Ray,6,É Tudo Verdade,3,Editorial,2,Ensaios e Artigos,19,Entrevista,2,Extras,9,Listão,34,Matéria Especial,28,Mostra SP,6,Notícias,39,Podcast,3,Prévia,77,Radar Crítico,20,Recomendações,105,Resenhas,268,Rewind,15,TV & Streaming,80,Vídeo,10,Vilões que Amamos Odiar,1,
ltr
item
Chovendo Sapos: Crítica: Imaginário - Brinquedo Diabólico
Crítica: Imaginário - Brinquedo Diabólico
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEgeUCG5-uF1_2Z_JKwLg_fD-GIfeTCoA4JQzKygRRwOGfV5-ulAS6mNJ5hyXD4_4ffdFyNqjyHmbxXq99olAPE-6bJhF8vD1FfJDFnHCoyNCBEmlsESOc1NAG_WsCN_qU1WFhd50cWX5F5C3qlPLMnopz-CBgdmprpIlClIImO9v8MtIPuT8V2t0rvnTaE1/s16000/imaginario%20critica%20brinquedo%20diabolico.jpg
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEgeUCG5-uF1_2Z_JKwLg_fD-GIfeTCoA4JQzKygRRwOGfV5-ulAS6mNJ5hyXD4_4ffdFyNqjyHmbxXq99olAPE-6bJhF8vD1FfJDFnHCoyNCBEmlsESOc1NAG_WsCN_qU1WFhd50cWX5F5C3qlPLMnopz-CBgdmprpIlClIImO9v8MtIPuT8V2t0rvnTaE1/s72-c/imaginario%20critica%20brinquedo%20diabolico.jpg
Chovendo Sapos
http://www.chovendosapos.com.br/2024/03/critica-imaginario-brinquedo-diabolico.html
http://www.chovendosapos.com.br/
http://www.chovendosapos.com.br/
http://www.chovendosapos.com.br/2024/03/critica-imaginario-brinquedo-diabolico.html
true
3477978344278040615
UTF-8
Posts carregados Nada encontrado! VEJA MAIS Leia mais Responder Cancelar resposta Deletar Por Início PÁGINAS POSTS Ver todos RECOMENDADO PARA VOCÊ CATEGORIA ARQUIVO PESQUISAR TODOS OS POSTS Nada encontrado VOLTAR Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir ESSE CONTEÚDO É PREMIUM Por favor, compartilhe para liberar! Copie todo o código Selecione todo código Todos os códigos foram copiados Não foi possível copiar o código