Crítica: Meu Nome é Gal


Lançado nos cinemas por volta de um ano depois da morte de Gal Costa, falecida em novembro de 2022, Meu Nome é Gal é uma cinebiografia clássica da sua artista. O filme das cineastas Dandara Ferreira e Lô Politi surge logo depois da primeira dirigir uma série documentário sobre a cantora em 2017, O Nome dela é Gal. Para o papel de Gal, Ferreira e Politi chamaram Sophie Charlotte, atriz que em breve deve ter alguma projeção internacional com sua participação em The Killer, filme de David Fincher. 

Meu Nome é Gal narra os primeiros anos da cantora, quando ocorreu a sua transição da tímida Maria da Graça para Gal Costa, passando por episódios como sua amizade com Caetano Veloso, Gilberto Gil e Maria Bethânia, o nascimento da Tropicália e o conturbado momento da ditadura no Brasil dos anos de 1960, quando Gal se sentiu sozinha diante do exílio dos amigos na Inglaterra. 


Como parte das cinebiografias, Meu Nome é Gal desliza ao tentar dar conta de um lapso temporal extenso na vida da biografada, trazendo uma estrutura episódica que muitas vezes constrói a personalidade da sua protagonista como uma "colcha de retalhos", ou seja, da maneira mais generalista possível e com uma certa dificuldade de se aprofundar em cada um dos eventos. A sensação é que todos os momentos da vida de Gal passam muito rápido na tela e todos eles são abordados da forma mais superficial possível. Filmes do gênero costumam ser mais bem-sucedidos quando registram um único episódio da vida do seu biografado e tentam concentrar esforços na radiografia da sua personalidade a partir da sua inserção nesse contexto específico, como os trabalhos do diretor Pablo Larraín em Jackie ou Spencer. Esse não é o caso de Meu Nome não é Gal, um projeto que contempla em sua narrativa boa parte da vida da artista e que nesse esforço de abordar cada momento acaba não se aprofundando em nenhum deles. 

Sem dúvida, o ponto alto do filme de Ferreira e Politi é a performance de Sophie Charlotte como Gal Costa. As diretoras optaram por oscilar entre momentos nos quais Charlotte dubla registros originais de Gal com aqueles nos quais a atriz de fato canta, se aproximando de traços da voz da cantora, mas jamais imitando a artista. De maneira inteligente, as cineastas e a atriz optaram pela homenagem no lugar da cópia fiel, ainda que aqui e ali, inevitavelmente, Charlotte traga, por exemplo, o jeito de falar "manhoso" de Gal, mas tudo é feito de maneira tão suave que evita que a atriz caia na cilada da paródia. Fora dos palcos, Charlotte também tem ótimos momentos, sendo interessante a maneira como a atriz construiu sem mudanças muito bruscas a transformação de Gal Costa ao longo do filme, a sua "saída do casulo" quando sai da Bahia. 


Marcado por um problema comum a filmes do gênero, esse ímpeto de "abraçar o mundo" e dar conta de toda uma vida da sua biografada, Meu Nome é Gal funciona melhor quando opera como um "filme homenagem" ao legado da artista do que quando visto como um retrato fidedigno da sua história. Da bela e sincera homenagem das diretoras à artista, o maior êxito é de fato a presença de Sophie Charlotte como Gal nas telas, personificando a cantora com sensibilidade e uma força tímida e suave que fazem justiça ao legado da cantora. 



Avaliação




Título original: Meu Nome é Gal
Ano: 2023
Duração: 120 minutos
Nos cinemas
Direção: Dandara Ferreira e Lô Politi
Roteiro: Lô Politi e Ricky Hiraoka
Elenco: Sophie Charlotte, Rodrigo Lelis, Luis Lobianco, Camila Márdila, Chica Carelli, Elen Clarice, Fábio Assunção, Lavínia Castelari, Dandara Ferreira, Dan Ferreira. 


Assista ao trailer:


COMENTÁRIOS

Nome

Agenda,14,Checklist,11,Cinco Atos,1,Crítica,315,DVD & Blu-Ray,6,É Tudo Verdade,3,Editorial,2,Ensaios e Artigos,19,Entrevista,2,Extras,9,Listão,34,Matéria Especial,28,Mostra SP,6,Notícias,39,Podcast,3,Prévia,77,Radar Crítico,20,Recomendações,110,Resenhas,286,Rewind,15,TV & Streaming,80,Vídeo,10,Vilões que Amamos Odiar,1,
ltr
item
Chovendo Sapos: Crítica: Meu Nome é Gal
Crítica: Meu Nome é Gal
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEgJ4zYIO7CODb98V24nmJ-04x0Ek8VxoG-vmfBSDPgEp2HJZE8pxjyAIz483CWlb7KOyLUi-TXYssTeOfkvy5df2d5PAPsuUf-7JdYxmc-TsX9jCrnC4PHK9OpvGBR71kECYmGtVkCebU-KGwECjMzZOiQ9oNduGmcc6NO21ASAvb4t4AdPkZWVjXnLQYV1/s16000/meu%20nome%20e%20gal.jpg
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEgJ4zYIO7CODb98V24nmJ-04x0Ek8VxoG-vmfBSDPgEp2HJZE8pxjyAIz483CWlb7KOyLUi-TXYssTeOfkvy5df2d5PAPsuUf-7JdYxmc-TsX9jCrnC4PHK9OpvGBR71kECYmGtVkCebU-KGwECjMzZOiQ9oNduGmcc6NO21ASAvb4t4AdPkZWVjXnLQYV1/s72-c/meu%20nome%20e%20gal.jpg
Chovendo Sapos
http://www.chovendosapos.com.br/2023/10/critica-meu-nome-e-gal.html
http://www.chovendosapos.com.br/
http://www.chovendosapos.com.br/
http://www.chovendosapos.com.br/2023/10/critica-meu-nome-e-gal.html
true
3477978344278040615
UTF-8
Posts carregados Nada encontrado! VEJA MAIS Leia mais Responder Cancelar resposta Deletar Por Início PÁGINAS POSTS Ver todos RECOMENDADO PARA VOCÊ CATEGORIA ARQUIVO PESQUISAR TODOS OS POSTS Nada encontrado VOLTAR Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir ESSE CONTEÚDO É PREMIUM Por favor, compartilhe para liberar! Copie todo o código Selecione todo código Todos os códigos foram copiados Não foi possível copiar o código