Crítica: O Estrangulador de Boston



O Estrangulador de Boston se beneficia do crescente interesse do público por histórias true crime. A produção original da Hulu que estreia no Brasil diretamente para o streaming através do Star+ narra a investigação jornalística por trás dos crimes cometidos por um serial killer batizado como "o estrangulador de Boston", um assassino que apavorou a região na década de 1960. 

O ponto de vista da história é da jornalista Loretta McLaughlin, papel de Keira Knightley. McLaughlin trabalhava na ocasião para o jornal Boston Record American. A repórter demonstrou uma eficiência e proatividade maior que a polícia dos anos 1960 para resolver o mistério, conectando três suspeitos aos assassinatos cometidos. 


O roteiro e a direção de O Estrangulador de Boston fica a cargo de Matt Ruskin, realizador pouco conhecido que assina filmes ainda pouco vistos como Crown Heights e Booster. O longa carece de personalidade, seguindo alguns protocolos de obras similares. A comparação imediata é com o cinema de David Fincher, especificamente Zodíaco, que também se dedica a contar os bastidores de uma investigação jornalística em torno da identidade de um famoso serial killer. O roteiro de O Estrangulador de Boston parece se inspirar escancaradamente no trabalho do roteirista James Vanderbilt para o filme de Fincher de 2007, com direito até a uma cena em que a jornalista interpretada por Knightley se coloca em uma zona de perigo ao adentrar na casa de um suspeito em potencial (tal qual a inesquecível cena protagonizada por Jake Gyllenhaal em Zodíaco). 

Narrativamente, o filme se vale de construções também muito recorrentes em longas sobre jornalismo, como a dinâmica entre a obstinada novata, a Loretta de Knightley, e a segura veterana, vivida por Carrie Coon, que por sinal se destaca no elenco quando está em cena. Além disso, esteticamente, o longa de Matt Ruskin opta por tonalidades escuras em sua fotografia que muito se assemelham ao trabalho de Harris Savides em Zodíaco, o que aliás não é exclusividade de O Estrangulador de Boston já que os filmes com essa temática, com uma certa frequência, vêm adotando identidade visual parecida fazendo tudo soar ausente de personalidade na história recente do gênero. 


A produção ganha uma certa originalidade e um relativo interesse do público quando discute o lugar da mulher no jornalismo da época, fazendo uma reconstituição do "caldo" social da década de 1960. Quando traça a jornada de Loretta no caso, Ruskin mostra como a repórter teve que se rebelar de um sistema machista que delegava às mulheres editorias como moda e gastronomia, escancarando o sexismo nas redações. A trajetória da jornalista também é marcada por uma série de tentativas dos seus colegas de descredibilizar seu discurso e os méritos do resultado do seu trabalho. Além disso, também acabam ganhando pauta no filme as cobranças familiares em torno de Loretta (do marido e da família dele) a partir do momento em que sua vida profissional demanda alguns sacrifícios pessoais. No tratamento da temática, O Estrangulador de Boston acaba sendo mais eficiente que um exemplar recente que também abordou a questão, o drama Ela disse sobre o caso Harvey Weinstein.

O Estrangulador de Boston não faz muito pelas ramificações do suspense com as quais dialoga, como os filmes sobre serial killers. Nesse sentido, falta um pouco de personalidade à história. Talvez o grande mérito do filme de Matt Ruskin seja esse olhar para a questão de gênero nas redações dos jornais de sua época, algo que ele traça de maneira constante ao longo da história através das jornadas das personagens de Keira Knightley e Carrie Coon.  


Avaliação


Título original: Boston Strangler
Ano: 2023
Duração: 112 minutos
Disponível no Star+
Direção: Matt Ruskin
Roteiro: Matt Ruskin
Elenco: Keira Knightley, Carrie Coon, Chris Cooper, Alessandro Nivola, Rory Cochrane, David Dastmalchian, Peter Gerety, Ryan Winkles, Morgan Spector, Robert John Burke 


Assista ao trailer:

COMENTÁRIOS

Nome

Agenda,14,Checklist,11,Cinco Atos,1,Crítica,315,DVD & Blu-Ray,6,É Tudo Verdade,3,Editorial,2,Ensaios e Artigos,19,Entrevista,2,Extras,9,Listão,34,Matéria Especial,28,Mostra SP,6,Notícias,39,Podcast,3,Prévia,77,Radar Crítico,20,Recomendações,109,Resenhas,285,Rewind,15,TV & Streaming,80,Vídeo,10,Vilões que Amamos Odiar,1,
ltr
item
Chovendo Sapos: Crítica: O Estrangulador de Boston
Crítica: O Estrangulador de Boston
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEjOvsdNwq8txEzApXvsaH32_YC1Xui1asQnQ6u0TQJCJZsFqX8ELeJL1J1_HynZlP5zEUbKgYUtiOOw-3kQjbU6oh_g_wKNVMsR5WHFJ_mYu2189TcpAsM3_HIKFEKsVbbhfaTYZFttFtt0teUw9Bx8Y1niUmLeB0lcYfq9Vzyi2iDU0fApFw3hWjQ9tw/s16000/o%20estrangulador%20de%20boston.jpg
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEjOvsdNwq8txEzApXvsaH32_YC1Xui1asQnQ6u0TQJCJZsFqX8ELeJL1J1_HynZlP5zEUbKgYUtiOOw-3kQjbU6oh_g_wKNVMsR5WHFJ_mYu2189TcpAsM3_HIKFEKsVbbhfaTYZFttFtt0teUw9Bx8Y1niUmLeB0lcYfq9Vzyi2iDU0fApFw3hWjQ9tw/s72-c/o%20estrangulador%20de%20boston.jpg
Chovendo Sapos
http://www.chovendosapos.com.br/2023/04/critica-o-estrangulador-de-boston.html
http://www.chovendosapos.com.br/
http://www.chovendosapos.com.br/
http://www.chovendosapos.com.br/2023/04/critica-o-estrangulador-de-boston.html
true
3477978344278040615
UTF-8
Posts carregados Nada encontrado! VEJA MAIS Leia mais Responder Cancelar resposta Deletar Por Início PÁGINAS POSTS Ver todos RECOMENDADO PARA VOCÊ CATEGORIA ARQUIVO PESQUISAR TODOS OS POSTS Nada encontrado VOLTAR Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir ESSE CONTEÚDO É PREMIUM Por favor, compartilhe para liberar! Copie todo o código Selecione todo código Todos os códigos foram copiados Não foi possível copiar o código