Crítica: Rosaline



Shakespeare revisado

Rosaline reinterpreta eventos de Romeu e Julieta pela perspectiva da ex de Romeu. 



Baseado no romance de Rebecca Serle, Rosaline adota um ponto de vista interessante para recontar um clássico, Romeu e Julieta de William Shakespeare, que tanto já foi encenado nas telas e das mais diferentes maneiras. O filme de Karen Maine (de Acampamento do Pecado) resolve deixar a história de amor do casal principal de lado para narrar os eventos que ocorreram com Rosaline, prima de Julieta e ex-namorada de Romeu. 

Assumindo uma personagem "estranha" à história original, Rosaline revisa elementos dramáticos do clássico e oferece ao público uma nova história. Ao ser preterida por Romeu, Rosaline começa a criar uma série de planos para sabotar o romance do ex com a prima Julieta. No entanto, Rosaline não é uma vilã e o longa de Karen Maine, claramente direcionado para um público juvenil, ainda que não crie obstáculos para o entretenimento de adultos com sua história, não quer promover uma rivalidade feminina centrada na disputa pelo coração de um mesmo homem. Assim, quando começa a despertar para os sentimentos que passa a nutrir por um dos seus pretendentes escolhidos pelo pai, Rosaline intervém na história tradicional de Shakespeare a fim de evitar que o casal principal tenha o fim trágico demarcado pelo autor. 

O longa acerta ao trazer uma contemporaneidade aos costumes e na maneira dos personagens se comportarem que contrasta com sua reconstituição de época, mas não cria uma ruptura tão drástica assim. Rosaline tem uma protagonista que soa à frente do seu tempo e que assume função semelhante às heroínas de comédias românticas colegiais como Cher (Alicia Silverstone) de As Patricinhas de Beverly Hills e Cady Heron (Lindsay Lohan) de Meninas Malvadas. Ela sucumbe a tomadas de posição nada altruístas, mas se redime e encontra outras perspectivas para a vida. O longa ainda traz canções como "It must be love" de Roxette, que toca em um baile a fantasia, e "All by myself" de Eric Carmen, usada para dimensionar a fossa da protagonista depois de ser abandonada por Romeu.

O choque de temporalidade provocado pelos elementos de encenação da história não chega a transformar Rosaline em uma sátira, ainda que o longa ironize os ideais românticos da sua obra base, Romeu e Julieta. Rosaline constrói uma nova história de amor para a protagonista com o jovem Dario (Sean Teale) sob bases muito sólidas, a ponto de nunca ficarmos divididos com um pretenso triângulo amoroso. Aliás, propositalmente, o filme empalidece a personalidade do casal protagonista de Shakespeare para fazer com que a experiência do espectador seja completamente aderente a sua nova protagonista e seu par romântico. Apesar desses novos horizontes, é interessante como o legado de Shakespeare não é descartado em Rosaline. Aspectos como a rivalidade entre Montecchios e Capuletos seguem no coração dos enlaces amorosos do longa, entre eles, o vivido por sua protagonista. A diretora Karen Maine também conta com a ótima escalação de Kaitlyn Dever (de Fora de Série) para interpretar Rosaline. A jovem atriz tem um timing para a comédia preciso que é fundamental para o filme. 



Certeiro na comunicação que pretende estabelecer com o público-alvo, Rosaline é uma forma inventiva de revisar um clássico. O longa sabe equilibrar o arrojo e ironia de uma releitura cômica sobre os eventos de Romeu e Julieta com a costura de um outro romance igualmente cativante que tem como guia principal o talento da atriz Kaitlyn Dever.  
 

Avaliação


Título original: Rosaline
Ano: 2022
Duração: 95 minutos
Disponível no Star+
Direção: Karen Maine
Roteiro: Scott Neustadter e Michael H. Weber
Elenco: Kaitlyn Dever, Sean Teale, Kyle Allen, Isabela Merced, Minnie Driver, Bradley Whitford, Spencer Stevenson, Nico Hiraga, Christopher McDonald. 

Assista ao trailer:



COMENTÁRIOS

Nome

Agenda,14,Checklist,11,Cinco Atos,1,Crítica,315,DVD & Blu-Ray,6,É Tudo Verdade,3,Editorial,2,Ensaios e Artigos,19,Entrevista,2,Extras,9,Listão,34,Matéria Especial,28,Mostra SP,6,Notícias,39,Podcast,3,Prévia,77,Radar Crítico,20,Recomendações,109,Resenhas,285,Rewind,15,TV & Streaming,80,Vídeo,10,Vilões que Amamos Odiar,1,
ltr
item
Chovendo Sapos: Crítica: Rosaline
Crítica: Rosaline
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEghh_omQzpdHKxFQz1jpRq96g-cwWiO_hnb_DajCvnF8PdwGGXqrGyno9h_9jNkQJOsKLV0Y5pLuva4j8a5AFNqSouNyZlUGHzomGgQboTWWyEFXXt8EBaUzVR3RPBPgmq2TqpWBcd8_gN_EgHCjcx8pL0K_swZOwA1DpsVl6WUB7HPmZTcG8Uhv0irng/s16000/rosaline__.jpg
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEghh_omQzpdHKxFQz1jpRq96g-cwWiO_hnb_DajCvnF8PdwGGXqrGyno9h_9jNkQJOsKLV0Y5pLuva4j8a5AFNqSouNyZlUGHzomGgQboTWWyEFXXt8EBaUzVR3RPBPgmq2TqpWBcd8_gN_EgHCjcx8pL0K_swZOwA1DpsVl6WUB7HPmZTcG8Uhv0irng/s72-c/rosaline__.jpg
Chovendo Sapos
http://www.chovendosapos.com.br/2022/10/critica-rosaline.html
http://www.chovendosapos.com.br/
http://www.chovendosapos.com.br/
http://www.chovendosapos.com.br/2022/10/critica-rosaline.html
true
3477978344278040615
UTF-8
Posts carregados Nada encontrado! VEJA MAIS Leia mais Responder Cancelar resposta Deletar Por Início PÁGINAS POSTS Ver todos RECOMENDADO PARA VOCÊ CATEGORIA ARQUIVO PESQUISAR TODOS OS POSTS Nada encontrado VOLTAR Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir ESSE CONTEÚDO É PREMIUM Por favor, compartilhe para liberar! Copie todo o código Selecione todo código Todos os códigos foram copiados Não foi possível copiar o código