Crítica: Halloween Ends


Confronto final

Halloween Ends encerra a trilogia de David Gordon Green com algumas frustrações no desenvolvimento da jornada dos seus protagonistas.

ATENÇÃO SPOILERS!!!


David Gordon Green retomou a franquia de terror slasher Halloween iniciada por John Carpenter em 1978 causando uma boa impressão com o seu Halloween de 2018. O embate entre Laurie Strode (Jamie Lee Curtis) e o serial killer Michael Myers, que ganharia a adição da filha e da neta da protagonista parecia uma retomada promissora daquela que seria uma trilogia de filmes. No entanto, quando Halloween Kills estreou em 2021, veio o "banho de água fria" nos fãs da franquia. Estendendo os eventos do longa de 2018 por algumas horas, Kills é uma sequência que até levanta discussões pertinentes quando a própria população de Haddonfield é consumida pela violência, mas as coisas demoram a dar as caras nessa sequência e a heroína Laurie Strode passa boa parte do longa internada em um hospital sem ter ação determinante alguma sobre a narrativa. 

Halloween Ends retoma a história da família Strode onde ela parou em Kills, trazendo uma passagem de tempo de cerca de quatro anos. No longa, Laurie leva a vida com sua neta Allyson, que vive um romance com um rapaz acusado de ter cometido um crime no passado. Nesse ínterim, uma nova ameaça começa a rondar Haddonfield ao mesmo tempo em que Michael Myers está esperando o momento certo para retomar seus assassinatos na região. 


Como Halloween Kills, Halloween Ends introduz leituras sociais interessantes para um slasher. Ao apresentar uma outra ameaça para a população de Haddonfield, David Gordon Green sinaliza como o mal representado por Michael Myers vai além da sua figura e tem o potencial de se perpetuar por aqueles que eventualmente podem se inspirar e serem tentados a sucumbir ao mal. Acontece que na construção dessa ideia, Gordon Green sacrifica sua narrativa em diversos níveis, inclusive no do entretenimento, já que todo o imbróglio envolvendo o novo assassino é muito desinteressante. 

Se Kills subaproveitou Laurie Strode, Halloween Ends deixa o vilão em stand by para desenvolver seu argumento de crítica social e como consequência o espectador recebe um enredo de um outro assassino, uma espécie de sucessor de Michael Myers (Michael Jr.?) que, honestamente, não é dos mais interessantes. Quando Myers entra de fato em ação é para dar um desfecho para o seu arco na trilogia de Gordon Green, o confronto final entre ele e Laurie. 

Um dos deslizes de Halloween Ends é dissolver características fundamentais que garantiram o sucesso desse tipo de filme com o público, como a essência puramente perversa e impiedosa do serial killer, além de sua indestrutibilidade, desafiando qualquer vulnerabilidade do corpo humano, aspectos que esses longas até conduzem com uma certa ironia e auto-consciência do seu absurdo. Sob o pretexto do cansaço do assassino e até da sua identificação com um dos personagens dessa nova história, vemos Myers deixar uma de suas vítimas partir com vida e sofrer agressões sem reagir. 


Tenho cá minhas dúvidas se Halloween Ends é de fato a despedida do personagem das telas. Os finais em Hollywood nunca são definitivos quando o material lucra tanto quanto a franquia Halloween. É posssível que daqui há alguns anos vejamos Michael Myers ser aproveitado de alguma forma pela indústria novamente. Sobre o projeto de David Gordon Green com a série de terror slasher, fica uma leve sensação de frustração. Como Halloween Kills, Halloween Ends acerta quando explora o teor gore da sua narrativa nas cenas de assassinato, além de confirmar quão eletrizante é ver a veterana Jamie Lee Curtis protagonizar cenas de confronto físico. No entanto, como encerramento de uma trilogia tão promissora, Halloween Ends termina esse ciclo com um certo desapontamento. 


Avaliação


Título original: Halloween Ends
Ano: 2022
Duração: 111 minutos
Nos cinemas
Direção: David Gordon Green 
Roteiro: David Gordon Green e Chris Bernier
Elenco: Jamie Lee Curtis, Andi Matichak, Rohan Campbell, Will Patton, Kyle Richards, Candice Rose, Nick Castle, Stephanie McIntyre, James Jude Courtney.

Assista ao trailer:




 

COMENTÁRIOS

Nome

Agenda,14,Checklist,11,Cinco Atos,1,Crítica,315,DVD & Blu-Ray,6,É Tudo Verdade,3,Editorial,2,Ensaios e Artigos,19,Entrevista,2,Extras,9,Listão,34,Matéria Especial,28,Mostra SP,6,Notícias,39,Podcast,3,Prévia,77,Radar Crítico,20,Recomendações,102,Resenhas,254,Rewind,15,TV & Streaming,80,Vídeo,10,Vilões que Amamos Odiar,1,
ltr
item
Chovendo Sapos: Crítica: Halloween Ends
Crítica: Halloween Ends
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEiAiXFEcDPQ2xtTXhg5eQX3twwt8HhAvSgw1ykS3rW1akZKxip46MIIyzA-QdztRyIqlPU-s-Sl2npL21dadrim1sBTcR3W-dEXRkrfT-M0B-e_wNyhpJM2cewxsmC9xq_A8udPTw-8wk1KRcbSPTGhZJfs6nWKOJxax3MTxWRzk9aj9x6XMTQgEa7wXg/s16000/1276494.jpg
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEiAiXFEcDPQ2xtTXhg5eQX3twwt8HhAvSgw1ykS3rW1akZKxip46MIIyzA-QdztRyIqlPU-s-Sl2npL21dadrim1sBTcR3W-dEXRkrfT-M0B-e_wNyhpJM2cewxsmC9xq_A8udPTw-8wk1KRcbSPTGhZJfs6nWKOJxax3MTxWRzk9aj9x6XMTQgEa7wXg/s72-c/1276494.jpg
Chovendo Sapos
http://www.chovendosapos.com.br/2022/10/critica-halloween-ends.html
http://www.chovendosapos.com.br/
http://www.chovendosapos.com.br/
http://www.chovendosapos.com.br/2022/10/critica-halloween-ends.html
true
3477978344278040615
UTF-8
Posts carregados Nada encontrado! VEJA MAIS Leia mais Responder Cancelar resposta Deletar Por Início PÁGINAS POSTS Ver todos RECOMENDADO PARA VOCÊ CATEGORIA ARQUIVO PESQUISAR TODOS OS POSTS Nada encontrado VOLTAR Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir ESSE CONTEÚDO É PREMIUM Por favor, compartilhe para liberar! Copie todo o código Selecione todo código Todos os códigos foram copiados Não foi possível copiar o código