Filmes da 31ª edição do Festival Kinoforum

por Enoe Lopes Pontes

 Entre os dias 20 a 30 de agosto aconteceu o 31º Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo – Curta Kinoforum. De maneira remota, foram exibidas 212 obras no total. Dentro da programação existiam sessões divididas por alguns grupos, colocando produções brasileiras, latino-americanas e mundiais em categorias por localidades ou por temática, como a Novas Áfricas ou a Terror na tela. Pensando na pluralidade do evento, esta publicação reúne os filmes que mais se destacaram dentro da quantidade de produções assistidas pela autora do texto durante os dez dias do festival.


A Morte Branca do Feiticeiro Negro (2020, SC)

Sons, ruídos, imagens de arquivo e capturas novas feitas pelo diretor do filme (Rodrigo Ribeiro), o curta-metragem é intenso em cada segundo de seus dez minutos de projeção. Assumindo aqui o meu lugar de mulher branca, posso afirmar que há uma angústia forte transmitida na tela, assim como avisa a sinopse. Este outrora, que não é tão distante e continua a funcionar de outra forma, sob outras medidas e certo disfarce, é visto através de um fluxo continuo de cenas de rostos e lugares.

 Assim, A Morte Branca do Feiticeiro Negro fala sobre “memórias do passado escravista brasileiro” e se faz extremamente necessário. Dentro da lista de curtas assistidos no Kinoforum é, sem dúvidas, o mais relevante, impactante e consciente. Isto porque cada elemento que aparece na tela está ali para dizer algo e provocar sensações não tão palpáveis, porque penetram a mente do espectador. Mais do que um filme é uma experiência, porque a combinação de elementos técnicos com o que está sendo dito causa algo quase físico em quem assiste. 


Carne
 (2019, Brasil/Espanha)

Elencando histórias de mulheres que falam sobre questões, momentos, sentimentos e corpo feminino, a diretora e roteirista Camila Kater – que escreveu Carne junto com Ana Julia Carvalheiro - monta um documentário emocionante, diverso e criativo. Através de múltiplos recursos de animação, o público encontra cinco relatos e toda a potência daquelas vivências ali retratadas é sentida tanto pelas vozes que ecoam na tela, como nos detalhes das figuras que se formam e se transformam em cada momento. 

As fases e experiências como mulher são colocadas com um fio narrativo que funciona, pois trazem um ritmo e, apesar de toda sensibilidade e delicadeza, mesclam a suspensão e o relaxamento. O filme traz incômodos, descobertas e desejos singulares. A junção do imagético com o poder das histórias faz do curta não apenas importante, mas gostoso de assistir. 


Inabitável (2020, PE)

Uma mãe que busca a sua filha. Esta é a premissa que parece morar neste curta-metragem, dirigido por Matheus Farias e Enock Carvalho. Ao passo que a narrativa avança é possível começar a vislumbrar a temática central e a metáfora utilizada para falar sobre a transfobia é o maior ganho aqui. Em um universo que mescla o realismo do cotidiano com pinceladas de ficção científica, a protagonista Marilene investiga o mistério presente na trama. O seu olhar é como o nosso que vai retirando a cortina da dúvida até chegar ao desfecho da projeção. 

A combinação dos movimentos de câmera com a atuação de Luciana Souza cria empatia, principalmente pela proximidade que é estabelecida com os seus sentimentos. Mas, tudo isto não é feito de uma maneira expositiva, pelo contrário. Os gestos e a voz dela são sutis, mas o olhar dialoga com a câmera que faz emergir sensações semelhantes a de tantas mães que devem procurar por suas filhas e seus filhos e de todos os transgêneros que já sofreram ou sofrem violências por serem quem são e podem aproximar o espectador desta realidade.


Brilha!
 (2019, MG)

Se há uma concordância no universo das minorias sociais é que é preciso que existam mais histórias que falem sobre momentos comuns, simples, divertidos e leves sobre o cotidiano destas pessoas. Em Brilha! é  exatamente isto que se pode encontrar. Nesta animação de dois minutos, da diretora Isadora Polatscheck, o enredo mostra uma garota tímida que quer convidar uma menina para dançar. Sutil e divertido, o único defeito da obra é ser pequeno demais, porque fica uma vontade de querer ver mais aquelas personagens. 

As cores também podem ser um elemento que chamam atenção, sendo ele preenchido de tons rosa, roxo e azul, que passam uma sensação intimista, mesmo em uma festa, como se as duas se conectassem de maneira especial. Mas, ainda assim, ele também consegue ser alegre e animado, revelando também o turbilhão de emoções que a protagonista vive em alguns instantes de sua existência.


Ocupa
 (2020, SP)

Na mesma via de trazer representações LGTBQ+ sem focar no caminho um tanto mais trágico, mas trazendo as angústias cotidianas e questões da própria personagem, há Ocupa. O enredo foca nas reflexões e problemas de jovens adultos que precisam lidar com o conflito de buscar se estabelecer profissionalmente ou resetar tudo e começar uma vida nova. É neste contexto que Camila conhece uma alemã numa festa e, em seguida, passa a conversar com ela por internet. 

Ao mesmo tempo, Camila está escrevendo seu projeto de mestrado. Estas dúvidas chegam sem tantas respostas para o que ela vai fazer em si, mas são colocadas novas perguntas sobre uma realidade não imaginada em sua cabeça. Aqui, o maior ganho são as dinâmicas das relações que são exploradas em detalhes, como nas mãos que se encontram ao dividir um cigarro ou no olhar do colega de apartamento que mostram mais do que o próprio texto. 

COMENTÁRIOS

Nome

Agenda,14,Checklist,11,Cinco Atos,2,Crítica,313,DVD & Blu-Ray,6,Editorial,2,Ensaios e Artigos,9,Entrevista,2,Extras,9,Listão,26,Matéria Especial,26,Notícias,39,Podcast,3,Prévia,77,Radar Crítico,20,Recomendações,25,Resenhas,81,Rewind,15,TV & Streaming,80,Vídeo,7,Vilões que Amamos Odiar,1,
ltr
item
Chovendo Sapos: Filmes da 31ª edição do Festival Kinoforum
Filmes da 31ª edição do Festival Kinoforum
https://1.bp.blogspot.com/-CZU5R-4lo5Q/X1JEw-q03dI/AAAAAAAAARw/875GrUxx2x0G0Jk2lGjzsVF90xURpKmpgCLcBGAsYHQ/w400-h229/Festival%2BKinoforum.jpg
https://1.bp.blogspot.com/-CZU5R-4lo5Q/X1JEw-q03dI/AAAAAAAAARw/875GrUxx2x0G0Jk2lGjzsVF90xURpKmpgCLcBGAsYHQ/s72-w400-c-h229/Festival%2BKinoforum.jpg
Chovendo Sapos
http://www.chovendosapos.com.br/2020/09/festival-kinoforum.html
http://www.chovendosapos.com.br/
http://www.chovendosapos.com.br/
http://www.chovendosapos.com.br/2020/09/festival-kinoforum.html
true
3477978344278040615
UTF-8
Posts carregados Nada encontrado! VEJA MAIS Leia mais Responder Cancelar resposta Deletar Por Início PÁGINAS POSTS Ver todos RECOMENDADO PARA VOCÊ CATEGORIA ARQUIVO PESQUISAR TODOS OS POSTS Nada encontrado VOLTAR Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir ESSE CONTEÚDO É PREMIUM Por favor, compartilhe para liberar! Copie todo o código Selecione todo código Todos os códigos foram copiados Não foi possível copiar o código