Ao som de Bowie, Viola Davis lidera escoteiras em 'Tropa Zero'


Em Tropa Zero, a premiada Viola Davis interpreta uma aspirante a advogada que acaba se tornando a "mãe" de um grupo de escoteiras outsiders nos EUA dos anos de 1970. A produção indie é dirigida pela dupla de diretoras auto-denominadas de Bert & Bertie que conduzem um roteiro Lucy Alibar, a mesma de Indomável Sonhadora, filme de 2012 que concorreu ao Oscar. Não por acaso, Tropa Zero é um longa que trata eminentemente de temas relacionados à infância como a auto-aceitação, o bullying, a importância da imaginação e a dificuldade de lidar com o luto. 

A trama central de Tropa Zero envolve um grupo de crianças excluídas da sociedade por suas características pessoais que entram em uma competição de escoteiros e acabam aprendendo nessa jornada valores importantes como a empatia, além de fortalecer laços de amizade. O propósito inclusivo dessa produção é bem claro desde o primeiro instante e ele é executado com bastante simpatia na maior parte do tempo, ainda que precise de alguma força mais enérgica na sua direção, que surge mais como potência do que como energia canalizada de fato para a concretização de uma condução mais inventiva. 


A presença de atrizes do calibre de Viola Davis e Allison Janney é interessante ao projeto, mas nada que faça grande diferença do ponto de vista da espectatorialidade. O ponto de interesse do filme é seu elenco infantil, mas mesmo ele é aproveitado com uma certa moderação pela dupla de diretoras. 

Músicas de David Bowie como "Rebel, Rebel" e "Starman" surgem como emblemáticas na trajetória dos personagens de Tropa Zero. Acabam sintetizando e ajudando o filme, deixando claro para o espectador a leitura das suas cineastas sobre a jornada das suas personagens. É uma pena que as incursões mais enérgicas das realizadoras se reduzam por vezes a isso. O filme apresenta um potencial de investir mais em suas emoções, sobretudo o background da personagem de Davis e como ele se relaciona com a história dessas crianças, mas opta por uma inexplicável economia ou timidez criativa. 


Troop Zero, 2019. Dir.: Bert & Bertie. Roteiro: Lucy Alibar. Elenco: Viola Davis, Mckenna Grace, Allison Janney, Jim Gaffigan, Charlie Shotwell, Milan Ray, Johanna Colón, Bella Higginbotham, Mike Epps, Ashley Brooks. Disponível no Amazon Prime, 94 min. 

Assista ao trailer:


COMENTÁRIOS

Nome

Agenda,14,Checklist,11,Cinco Atos,2,Crítica,313,DVD & Blu-Ray,6,Editorial,2,Ensaios e Artigos,8,Entrevista,2,Extras,9,Listão,26,Matéria Especial,26,Notícias,39,Podcast,2,Prévia,77,Radar Crítico,20,Recomendações,22,Resenhas,75,Rewind,15,TV & Streaming,80,Vídeo,2,Vilões que Amamos Odiar,1,
ltr
item
Chovendo Sapos: Ao som de Bowie, Viola Davis lidera escoteiras em 'Tropa Zero'
Ao som de Bowie, Viola Davis lidera escoteiras em 'Tropa Zero'
https://1.bp.blogspot.com/-PyyNFcfw_Bk/Xp3h7NLUS0I/AAAAAAAAdqU/qtdI0-P00NQdnTilIYaQz0godC1ZDVxygCLcBGAsYHQ/s400/troopzero.jpg
https://1.bp.blogspot.com/-PyyNFcfw_Bk/Xp3h7NLUS0I/AAAAAAAAdqU/qtdI0-P00NQdnTilIYaQz0godC1ZDVxygCLcBGAsYHQ/s72-c/troopzero.jpg
Chovendo Sapos
http://www.chovendosapos.com.br/2020/04/ao-som-de-bowie-viola-davis-lidera.html
http://www.chovendosapos.com.br/
http://www.chovendosapos.com.br/
http://www.chovendosapos.com.br/2020/04/ao-som-de-bowie-viola-davis-lidera.html
true
3477978344278040615
UTF-8
Posts carregados Nada encontrado! VEJA MAIS Leia mais Responder Cancelar resposta Deletar Por Início PÁGINAS POSTS Ver todos RECOMENDADO PARA VOCÊ CATEGORIA ARQUIVO PESQUISAR TODOS OS POSTS Nada encontrado VOLTAR Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir ESSE CONTEÚDO É PREMIUM Por favor, compartilhe para liberar! Copie todo o código Selecione todo código Todos os códigos foram copiados Não foi possível copiar o código