A Pixar mudou (um pouco) e 'Dois Irmãos' é prova disso


No campo da animação, a Pixar ficou conhecida por ser um reduto da criatividade e da excelência artística com obras que conseguiram atingir plateias relativamente amplas, mas que tinham como política valores e compromissos com o cinema. Bom desenvolvimento de tramas, universos e personagens, aliados à sensibilidade na condução das suas relações tornaram filmes como Toy Story, Procurando Nemo, Wall-e e Up: Altas Aventuras emblemáticos no imaginário infantil, mas também marcaram as contribuições artísticas do estúdio para a história do cinema. Tanto que até pouco tempo atrás, a Pixar era bastante resistente a formação de franquias caça-níqueis e mesmo continuações como Toy Story 2 e 3 fizeram parte de projetos elaborados e coerentes de narrativa. 

Bom, nos últimos anos, o estúdio se tornou mais flexível a empreitadas eminentemente comerciais com sequências como Universidade Monstros, Carros 2 e 3, Procurando DoryOs Incríveis 2 e Toy Story 4, que se revelaram pretexto para o estúdio lucrar ainda mais com suas mais rentáveis marcas. No entanto, é preciso frisar que na maioria desses títulos - não todos -, a Pixar conseguiu preservar a qualidade do seu trabalho, encontrando no propósito comercial uma fidelidade com a coerência narrativa, com a excelência técnica e plástica e com as marcas das suas histórias. Das obras mais recentes, Dois Irmãos talvez seja a que mais revele essa autoconsciência no âmbito dos títulos originais. 


Dessa vez, o estúdio adentra no universo da fantasia com uma história sobre elfos, fadas e monstros que parecem saídos de romances de J. R. R. Tolkien, C.S.Lewis e J.K. Rowling. O centro da narrativa é formado por um mundo no qual a magia é trocada pelos seus habitantes pelo conforto de invenções como a eletricidade. Nele, dois irmãos elfos descobrem um meio de trazer de volta à vida o pai falecido e isso acaba mexendo um pouco com toda a mitologia. 

Dois Irmãos se assume como uma típica narrativa de aventura com jornadas e episódios bastante familiares ao público desse tipo de narrativa, sobretudo nos anos de 1980 no cinema estadunidense típico de uma Sessão da Tarde. Até certo momento, não há grandes pretensões para além desse propósito na animação e ela cumpre muito bem esse teor descompromissado. A história extrapola o conformismo com o lugar comum a partir  do terceiro ato da história, quando o longa dá vazão a suas emoções e a temas como auto-aceitação (o sentir-se bem com sua própria identidade quando os personagens assumem o seu lado mágico) e a fraternidade. E como sabemos, não há estúdio que consegue fazer tudo isso de maneira tão orgânica e certeira (ainda que já formulaica) como a Pixar. Dois Irmãos consegue isso quase que em sua prorrogação. 

A forma como a animação deixa de ser uma história sobre dois jovens elfos investidos na missão de ter um único momento com seu falecido pai para uma narrativa sobre a relação entre eles é marcada  pelo usual timing das obras do estúdio, conseguindo superar a mera desculpa comercial para a existência da aventura. Dois Irmãos tem emoções bem construídas, mas talvez não seja dotado de espontaneidade como acredito que poucas obras do estúdio serão pelos próximos anos - mesmo títulos excelentes da sua recente safra como Viva: A Vida é uma Festa ou Divertida Mente apresentam esses vícios. A Pixar já incorporou as marcas artísticas que cimentaram sua fama, sejam elas mais inseridas dentro de uma lógica industrial ou não. Dois Irmãos é exemplar dessa fase de amadurecimento comercial que o estúdio está passando.  


Onward, 2020. Dir.: Dan Scanlon. Roteiro: Dan Scanlon. Vozes de: Tom Holland, Chris Pratt, Julia Louis-Dreyfus, Octavia Spencer, Tracey Ullman, Mel Rodriguez, Kyle Bornheimer, Lena Waithe, Ali Wong. Disponível no Net Now, 102 min. 

Assista ao trailer:


COMENTÁRIOS

Nome

Agenda,14,Checklist,11,Cinco Atos,2,Crítica,313,DVD & Blu-Ray,6,Editorial,2,Ensaios e Artigos,6,Entrevista,2,Extras,9,Listão,26,Matéria Especial,26,Notícias,39,Prévia,77,Radar Crítico,20,Recomendações,14,Resenhas,55,Rewind,15,TV & Streaming,80,Vilões que Amamos Odiar,1,
ltr
item
Chovendo Sapos: A Pixar mudou (um pouco) e 'Dois Irmãos' é prova disso
A Pixar mudou (um pouco) e 'Dois Irmãos' é prova disso
https://1.bp.blogspot.com/-pPKu_Pe45I4/XpcMDzf2yqI/AAAAAAAAdpE/CaI0vfkwXmonX8OhciZ_ZpR2aFcpQz-fACLcBGAsYHQ/s400/Dois%2BIrm%25C3%25A3os.jpg
https://1.bp.blogspot.com/-pPKu_Pe45I4/XpcMDzf2yqI/AAAAAAAAdpE/CaI0vfkwXmonX8OhciZ_ZpR2aFcpQz-fACLcBGAsYHQ/s72-c/Dois%2BIrm%25C3%25A3os.jpg
Chovendo Sapos
http://www.chovendosapos.com.br/2020/04/a-pixar-mudou-um-pouco-e-dois-irmaos-e.html
http://www.chovendosapos.com.br/
http://www.chovendosapos.com.br/
http://www.chovendosapos.com.br/2020/04/a-pixar-mudou-um-pouco-e-dois-irmaos-e.html
true
3477978344278040615
UTF-8
Posts carregados Nada encontrado! VEJA MAIS Leia mais Responder Cancelar resposta Deletar Por Início PÁGINAS POSTS Ver todos RECOMENDADO PARA VOCÊ CATEGORIA ARQUIVO PESQUISAR TODOS OS POSTS Nada encontrado VOLTAR Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir ESSE CONTEÚDO É PREMIUM Por favor, compartilhe para liberar! Copie todo o código Selecione todo código Todos os códigos foram copiados Não foi possível copiar o código