Quarentena na Netflix


Estamos vivendo um momento difícil com a expansão do número de casos de infecção pelo coronavírus. Nas últimas semanas, eventos importantes foram suspensos por tempo indeterminado e muitos estabelecimentos propícios a gerar aglomeração de pessoas foram fechados. Com isso, os cinemas foram fechados, gravações de filmes foram adiadas e festivais tiveram que repensar suas datas de realização. 

Como a recomendação é pelo isolamento social, o momento é para aproveitar nossas histórias preferidas e conhecer algumas novas dentro das nossas casas e os serviços de streaming são uma "mão na roda". Trazemos aqui algumas das nossas recomendações de filmes presentes no catálogo da Netflix que podem nos ajudar a passar por esse período de quarentena: 


Filmando Casablanca
Dir.: Tamas Yvan Topolanszky

O drama húngaro é um dos lançamentos da Netflix nessa semana. Com o título original Curtiz, o longa narra os conflitos do diretor Michael Curtiz durante as filmagens do clássico do cinema Casablanca em 1942. Altamente recomendado para os fãs do clássico e do trabalho do diretor húngaro que é biografado. 



Mulheres do Século 20 
Dir.: Mike Mills

Annette Bening, Greta Gerwig e Elle Fanning estrelam esse longa sobre um adolescente influenciado na década de 1970 por três mulheres de gerações diferentes. O longa foi indicado ao Oscar de melhor roteiro original em 2017 e contextualiza um ponto de transformação na maneira como a sociedade passou a entender questões de gênero a partir dali. 



Vestígios do Dia
Dir.: James Ivory

Um dos filmes mais importantes da carreira de James Ivory, indicado a 8 Oscars em 1994, incluindo os prêmios de melhor filme, melhor atriz para Emma Thompson e melhor ator para Anthony Hopkins. O longa conta a história de um mordomo que tenta se reconciliar com o passado enquanto procura convencer uma antiga colega de trabalho a servir os novos patrões do casarão que trabalharam. Além de Thompson e Hopkins, o filme tem a participação de Christopher Reeve. 



O Hospedeiro
Dir.: Bong Joon Ho

Bong Joon Ho viu seu nome ser celebrado no início desse ano com o Oscar de melhor filme para Parasita. A Netflix tem em seu catálogo O Hospedeiro, filme de 2006 do diretor. A produção flerta com o cinema catástrofe ao contar a história de uma criatura que surge do mar para atacar a população de Seoul. O filme, claro, toma rumos inesperados em um trabalho certeiro do diretor e roteirista. É uma boa oportunidade para ficar ainda mais por dentro da filmografia de um dos cineastas mais comentados da última temporada de premiações. 



Meu Amigo Totoro
Dir.: Hayao Miyazaki

O catálogo do Studio Ghibli está disponível na Netflix e todos os títulos dirigidos por Hayao Miyazaki valem uma conferida (A Viagem de Chihiro, Princesa Mononoke, Nausicaä do Vale do Vento), mas talvez a mais emblemática seja Meu Amigo Totoro, cujo carismático protagonista se tornou inclusive símbolo das produções. O longa de 1988 conta a história de duas irmãs que se mudam para uma casa no campo durante a recuperação da saúde de sua mãe. Nesse período, elas conhecem uma criatura que passa a ajudá-las a enfrentar o momento. O filme é pura celebração da infância. 



Christine
Dir.: Antonio Campos

Christine é um filme baseado em eventos reais que narra os instantes que antecederam uma tragédia televisionada envolvendo a apresentadora de um programa jornalístico chamada Christine Chubbuck enquanto ela apresentava a atração ao vivo. O filme vale a pena pelo desempenho da sempre competente (e bastante subaproveitada em Hollywood) Rebecca Hall, que consegue com sensibilidade modular as emoções da personagem. 



Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças
Dir.: Michel Gondry

Nesse romance incomum de Michel Gondry, o personagem de Jim Carrey tenta esquecer Clementine, sua namorada interpretada por Kate Winslet, se submetendo a um estranho experimento. O longa venceu o Oscar de melhor roteiro original e rendeu uma indicação ao prêmio de melhor atriz para Winslet. É um dos títulos mais cultuados dos anos 2000. 



Zodíaco
Dir.: David Fincher

Conhecido por suspenses policiais como Seven e Garota Exemplar, David Fincher tem em Zodíaco um dos filmes mais exemplares do gênero na sua filmografia por subversões pontuais que promove em suas marcas. O longa acompanha a investigação promovida pela polícia e pela imprensa americana ao longo de anos em assassinatos que envolveram um serial killer chamado de Zodíaco, cuja verdadeira identidade nunca foi revelada. Jake Gyllenhaal encabeça o elenco que ainda conta com Robert Downey Jr. e Mark Ruffalo.



Como falar com garotas em festas
Dir.: John Cameron Mitchell

Adaptado do conto de Neil Gaiman, Como falar com garotas em festas é uma espécie de Romeu e Julieta ambientado no cenário do punk rock da década de 1970 entre um humano e uma alienígena interpretada por Elle Fanning. Não esperem nada convencional desse filme dirigido por John Cameron Mitchell, o mesmo de Hedwig e Shortbus. Nicole Kidman faz uma participação como uma líder punk inspirada no visual de David Bowie. 



Peixe Grande e suas Histórias Maravilhosas
Dir.: Tim Burton

Nos últimos anos, Tim Burton não tem demonstrado o mesmo vigor que exibiu entre as décadas de 1980 e 1990 com filmes como Edward Mãos de Tesoura, Ed Wood e Batman: O Retorno. Possivelmente, o último grande filme do diretor foi Peixe Grande e suas Histórias Maravilhosas que brinca com fantasia e realidade a fim de encontrar a importância do lúdico na nossa trajetória. O diretor faz isso através de uma história de reconciliação entre pai e filho no leito de morte. No elenco da produção estão Ewan McGregor, Jessica Lange, Marion Cotillard e Helena Bonham Carter. 




Como Nossos Pais
Dir.: Lais Bodanzky

Bodanzky dirige um drama familiar protagonizado por Maria Ribeiro (excelente), que vive uma mulher em crise ao descobrir a verdadeira identidade do seu pai biológico. Bodanzky conduz com sensibilidade as relações desse filme, demonstrando sua versatilidade como diretora depois de perambular por universos tão diferentes com Chega de Saudade e Bicho de Sete Cabeças. Além de Ribeiro, Clarisse Abujamra merece destaque por interpretar a mãe da protagonista (lembramos da atriz inclusive no nosso Listão anual). 



Carol
Dir.: Todd Haynes

Todd Haynes é um dos melhores cineastas da sua geração, mas ele brilha mesmo quando se dedica ao melodrama. Completando a tríade da sua carreira no gênero, formada por Longe do Paraíso e Mildred Pierce, Carol reverencia cineastas como David Lean ao contar a história de uma mulher rica e casada que se apaixona por uma jovem atendente de uma loja de departamento. A história de amor é vivida pelas atrizes Cate Blanchett e Rooney Mara, ambas indicadas ao Oscar por seus desempenhos no longa. 



Sing Street: Música e Sonho
Dir.: John Carney

John Carney tem um talento especial para conduzir histórias com música. O diretor fez isso em Apenas uma vez, Mesmo se nada der certo e em Sing Street que conta a história de um garoto de Dublin que forma uma banda nos anos de 1980 a fim de impressionar uma garota. O longa teve uma tímida repercussão em sua estreia em 2016, mas logo depois ganhou o seu público e é bastante cultuado. 



Personal Shopper
Dir.: Olivier Assayas

Um dos diretores responsáveis pela ascensão da atriz Kristen Stewart pós-Crepúsculo foi Olivier Assayas. Sob a direção de Assayas, Stewart ganhou um César de melhor atriz coadjuvante por Acima das Nuvens em 2015. Em 2016, a atriz voltou a trabalhar com o realizador em Personal Shopper, um dos longas representativos do que alguns cinéfilos e críticos denominaram como a nova onda do terror contemporâneo junto com A Bruxa, Demônio de Neon e Ao Cair da Noite. No filme, Stewart interpreta uma personal shopper de uma celebridade em Paris que tem o dom de se comunicar com mortos. 

COMENTÁRIOS

Nome

Agenda,14,Checklist,11,Cinco Atos,2,Crítica,313,DVD & Blu-Ray,6,Editorial,2,Ensaios e Artigos,9,Entrevista,2,Extras,9,Listão,26,Matéria Especial,26,Notícias,39,Podcast,3,Prévia,77,Radar Crítico,20,Recomendações,25,Resenhas,81,Rewind,15,TV & Streaming,80,Vídeo,7,Vilões que Amamos Odiar,1,
ltr
item
Chovendo Sapos: Quarentena na Netflix
Quarentena na Netflix
https://1.bp.blogspot.com/-gxJMVYhw3-0/XnzcVCzvhoI/AAAAAAAAdl4/UGAtyOrHIfIjHIt36OKrh4OylFm0PUIgQCLcBGAsYHQ/s400/Carol1-header.jpg
https://1.bp.blogspot.com/-gxJMVYhw3-0/XnzcVCzvhoI/AAAAAAAAdl4/UGAtyOrHIfIjHIt36OKrh4OylFm0PUIgQCLcBGAsYHQ/s72-c/Carol1-header.jpg
Chovendo Sapos
http://www.chovendosapos.com.br/2020/03/quarentena-na-netflix.html
http://www.chovendosapos.com.br/
http://www.chovendosapos.com.br/
http://www.chovendosapos.com.br/2020/03/quarentena-na-netflix.html
true
3477978344278040615
UTF-8
Posts carregados Nada encontrado! VEJA MAIS Leia mais Responder Cancelar resposta Deletar Por Início PÁGINAS POSTS Ver todos RECOMENDADO PARA VOCÊ CATEGORIA ARQUIVO PESQUISAR TODOS OS POSTS Nada encontrado VOLTAR Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir ESSE CONTEÚDO É PREMIUM Por favor, compartilhe para liberar! Copie todo o código Selecione todo código Todos os códigos foram copiados Não foi possível copiar o código