Eddie Murphy revive o 'blaxploitation' em 'Meu Nome é Dolemite'


Eddie Murphy é um ator fora de série. Não fosse o desdém notório com o gênero comédia, o ator, como muito dos seus colegas teria uma trajetória bem mais prestigiada nas telas. Em Meu Nome é Dolemite, Murphy explora essa veia cômica nata e se beneficia do fato de contar a trajetória de um artista que de fato existiu e foi um dos nomes de maior destaque de um importante movimento cinematográfico na década de 1970, o "blaxploitation", marcado por filmes realizados e voltados para a comunidade negra americana. Esses ingredientes fazem Meu Nome é Dolemite dar a curva na esperada trajetória de filmes do gênero e ganhar alguma consideração nas especulações sobre a temporada de premiações do cinema que se avizinha, com Murphy tendo grandes chances de vencer as categorias principais de atuação por seu desempenho depois de "bater na trave" do Oscar com Dreamgirls: Em Busca de um Sonho em 2008. Nesse sentido, a "lei" da compensação pode se aplicar ao caso de Murphy no próximo ano. 

Caso Murphy leve prêmios, será merecido. Em Meu Nome é Dolemite, Eddie Murphy está magnético na pele do persistente e bem intencionado Rudy Ray Moore, uma interessante figura que tomou de assalto a indústria do entretenimento se construindo como showman que revolucionou o stand-up comedy, a música e, claro, o cinema. Moore deu início a uma cultuada carreira nas telas com Dolemite, filme que levava o seu nome artístico, em 1975, um projeto feito na base do improviso e dos "delírios" criativos de um artista que sequer conhecia a arte da narrativa cinematográfica. Dolemite foi um daqueles casos de obras espontaneamente "abraçadas" pelo público e se tornou um fenômeno cultural surpreendente tornando a figura do seu astro ainda mais relevante para a comunidade negra americana. 


Meu Nome é Dolemite não é uma "invenção da roda". O filme incorpora com leveza e propriedade o espírito do seu tempo, fazendo uma excelente recriação dos anos de 1970, não apenas por elementos visuais, mas na própria operacionalidade da sua narrativa, apropriando-se de recursos como movimentos de câmera e expedientes dramáticos. O longa fica ainda mais inspirado quando se aprofunda nos bastidores da produção do longa "blaxploitation", dialogando com o recente Artista do Desastre em sua proposta, porém com êxito levemente superior.

No making off de Dolemite, o filme de Craig Brewer, de títulos como Ritmo de um Sonho e Entre o céu e o inferno depende sobretudo da veia cômica de Murphy, que revive os momentos da filmagem de Dolemite usando a ingenuidade do seu personagem à serviço de cenas inusitadas. O protagonista do filme não tem nenhuma noção daquilo que está fazendo no set. A coisa toda só melhora quando o centro das atenções é  a dinâmica de Murphy com o personagem de Wesley Snipes, que, da metade para o final da história, rouba a cena na brilhante interpretação de um ator contratado para ser o diretor de Dolemite, um artista vaidoso, debochado e objetivo, presente no set apenas para cumprir o protocolo contratual firmado com o protagonista. 

Sob o rótulo de produção baseada em eventos reais e que narra os bastidores da indústria cinematográfica, algo sempre receptível na temporada de premiações do cinema americano, Meu Nome é Dolemite está prometendo ter a repercussão das ditas "obras sérias". No fundo, é comédia das boas e é ótimo que ele atinja com êxito esse compromisso com o gênero. Não é transgressor, mas conta a história que pretende contar de maneira honesta, com bons atores em momentos inspirados e reverencia de forma carinhosa os artistas biografados e isso, muitas vezes, no fim das contas, é o que importa. 


Dolemite is my name, 2019. Dir.: Craig Brewer. Roteiro: Scott Alexander e Larry Karaszewski. Elenco: Eddie Murphy, Da'Vine Joy Randolph, Wesley Snipes, Keegan-Michael Key, Mike Epps, Tutuss Burgess, Kodi Smit-McPhee, Snoop Dogg, Barry Shabaka Henley. Disponível na Netflix, 117 min. 

Assista ao trailer:




COMENTÁRIOS

Nome

Agenda,14,Checklist,11,Cinco Atos,2,Crítica,314,DVD & Blu-Ray,6,Editorial,2,Entrevista,2,Extras,9,Listão,22,Matéria Especial,26,Notícias,39,Prévia,77,Radar Crítico,20,Rewind,15,TV & Streaming,81,Vilões que Amamos Odiar,1,
ltr
item
Chovendo Sapos: Eddie Murphy revive o 'blaxploitation' em 'Meu Nome é Dolemite'
Eddie Murphy revive o 'blaxploitation' em 'Meu Nome é Dolemite'
https://1.bp.blogspot.com/-jdBNSKSAZA8/XaIXLG8FikI/AAAAAAAAc_A/5C6ab6F4C9UfIl27SluJq0G0AALkGmcFwCLcBGAsYHQ/s400/Dolemite%2Bis%2Bmy%2Bname___.jpg
https://1.bp.blogspot.com/-jdBNSKSAZA8/XaIXLG8FikI/AAAAAAAAc_A/5C6ab6F4C9UfIl27SluJq0G0AALkGmcFwCLcBGAsYHQ/s72-c/Dolemite%2Bis%2Bmy%2Bname___.jpg
Chovendo Sapos
http://www.chovendosapos.com.br/2019/10/meu-nome-e-dolemite.html
http://www.chovendosapos.com.br/
http://www.chovendosapos.com.br/
http://www.chovendosapos.com.br/2019/10/meu-nome-e-dolemite.html
true
3477978344278040615
UTF-8
Posts carregados Nada encontrado! VEJA MAIS Leia mais Responder Cancelar resposta Deletar Por Início PÁGINAS POSTS Ver todos RECOMENDADO PARA VOCÊ CATEGORIA ARQUIVO PESQUISAR TODOS OS POSTS Nada encontrado VOLTAR Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir ESSE CONTEÚDO É PREMIUM Por favor, compartilhe para liberar! Copie todo o código Selecione todo código Todos os códigos foram copiados Não foi possível copiar o código