'Ted Bundy: A Irresistível Face do Mal' traça um inteligente perfil de serial killer


Durante a década de 1970 e 1980, o cinema americano teve uma série de exemplares que exploravam a biografia de notórios serial killers para realizar obras que flertavam com o gore, enfim, que pareciam exibir um evidente prazer dos seus cineastas com a dramatização dos violentos crimes de seus protagonistas. Filmes como Henry: Retrato de um Assassino, Confissões de um Necrófilo e Maníaco exibiam uma relação dúbia entre o choque e o prazer de sequências de assassinatos, na maioria de mulheres. Eram produções que pareciam desejar fazer uma espécie de horror voyeur a partir de casos reais que deveriam ser tratados com um certo respeito por suas vítimas e tendiam a fazer uma certa glamourização da figura do assassino em série. Com o passar do tempo a abordagem foi problematizada e retratar esse tipo de personalidade nas telas exigiu extremo e compreensível cuidado.

Ted Bundy: A Irresistível Face do Mal é um exemplar inteligente desse "nicho" de filmes, as biografias de serial killer. Narrando a trajetória do perigoso assassino que fez mais de 30 vítimas nos EUA durante a década de 1970, o filme de Joe Berlinger praticamente não exibe as cenas do seu protagonista assassinando as suas vítimas, se interessando mais em trazer para as telas a persona que Ted Bundy fazia questão de passar para as lentes das câmeras num dos primeiros casos de julgamento de assassinatos em série midiático. De maneira sagaz, Joe Berlinger (que também dirigiu a série documental da Netflix sobre Ted Bundy) mergulha no olhar de Liz Kendall, personagem que Lily Collins interpreta e que foi casada com Ted durante muito tempo, para estabelecer o choque da constatação de que a verdadeira faceta do mal não está necessariamente investida do estereótipo da vilania que costumamos construir na ficção. O mal no mundo real pode agir de maneira sorrateira, sedutora e aparentemente inofensiva.


Com um olhar menos objetivo e documental que sua obra para a Netflix, Berlinger realiza um filme que é complementar a sua série-documentário por ser capaz de criar uma inventiva reconstituição dos eventos da biografia de Bundy, realizando um perfil que tem como chave de comunicação com o espectador a imagem que o prório Ted construiu de si para a mídia e para as mulheres que seduz ao longo da narrativa. A descrença da personagem de Lily Collins de que uma figura tão acima de qualquer suspeita, o carinhoso e sexy Bundy, que afirma com tanta veemência ser inocente das acusações que lhe são imputadas, seja capaz de cometer os crimes bárbaros que cometeu é conscientemente trabalhada pelo realizador numa interessante e crescente observação alicerçada na perspectiva de terceiros sobre toda a encenação de Ted na narrativa absurda e descaradamente falsa do bom moço que serviu como bode expiatório do sistema corrupto. Esse jogo performático e egoíco de Bundy é o objeto de atenção do cineasta. 

A fim de ter êxito na sua abordagem, Berlinger conta com uma excelente escalação de elenco que coloca Zac Efron no comando desse personagem. O ator utiliza de maneira inteligente os atributos de sua persona hollywoodiana (a do saradão californiano que agrada a todos os gêneros) como Bundy, reforçando que o que de fato Berlinger pretende com seu filme não é traçar uma biografia interessada em trivias do seu protagonista, mas um estudo sobre como somos falhos no julgamento. Ted Bundy se valeu das aparências (sua simpatia, a imagem de bom moço, padrasto e marido ou a que ele delirantemente passa a acreditar que tem) para explorar suas vítimas, que não se reduzem àquelas que foram assassinadas por ele, mas também as que foram abusadas psicologicamente pelo serial killer, como Liz e Carole Ann, uma amiga que se apaixona por ele e que é interpretada no longa por Kaya Scodelario.

O que torna Ted Bundy: A Irresistível Face do Mal inteligente e destoante de exemplares do gênero é esse olhar que ele tem para o potencial destrutivo do erro de julgamento e como ele foi a principal arma que um monstro como Bundy utilizou para espalhar uma onda de terror durante tantos anos nos EUA. Dominando o personagem como poucos diretores, provavelmente por ter ficado imerso em seu universo em dois projetos, Berlinger faz um filme de serial killer instigante, original e desafiador, bem diferente e mais empenhado em abordar outras perspectivas dos eventos que a maioria do mesmo filão.

Extremely Wicked, Shockingly Evil and Vile, 2019. Dir.: Joe Berlinger. Roteiro: Michael Werwie. Elenco: Zac Efron, Lily Collins, Kaya Scodelario, Haley Joel Osment, Jim Parsons, John Malkovich, Angela Sarafyan, Grace Victoria Cox. Paris Filmes, 110 min. 

Assista ao trailer:


COMENTÁRIOS

Nome

Agenda,14,Checklist,11,Cinco Atos,2,Crítica,313,DVD & Blu-Ray,6,Editorial,2,Ensaios e Artigos,1,Entrevista,2,Extras,9,Listão,22,Matéria Especial,26,Notícias,39,Prévia,77,Radar Crítico,20,Recomendações,2,Resenhas,8,Rewind,15,TV & Streaming,80,Vilões que Amamos Odiar,1,
ltr
item
Chovendo Sapos: 'Ted Bundy: A Irresistível Face do Mal' traça um inteligente perfil de serial killer
'Ted Bundy: A Irresistível Face do Mal' traça um inteligente perfil de serial killer
https://1.bp.blogspot.com/-TpGyV12V3-g/XTeAj7LsTWI/AAAAAAAAcv0/ToB7j-AqwocqGcmQ-NYrXmfDxL9eqH_xQCLcBGAs/s400/Ted%2BBundy.jpg
https://1.bp.blogspot.com/-TpGyV12V3-g/XTeAj7LsTWI/AAAAAAAAcv0/ToB7j-AqwocqGcmQ-NYrXmfDxL9eqH_xQCLcBGAs/s72-c/Ted%2BBundy.jpg
Chovendo Sapos
http://www.chovendosapos.com.br/2019/07/ted-bundy-irresistivel-face-do-mal.html
http://www.chovendosapos.com.br/
http://www.chovendosapos.com.br/
http://www.chovendosapos.com.br/2019/07/ted-bundy-irresistivel-face-do-mal.html
true
3477978344278040615
UTF-8
Posts carregados Nada encontrado! VEJA MAIS Leia mais Responder Cancelar resposta Deletar Por Início PÁGINAS POSTS Ver todos RECOMENDADO PARA VOCÊ CATEGORIA ARQUIVO PESQUISAR TODOS OS POSTS Nada encontrado VOLTAR Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir ESSE CONTEÚDO É PREMIUM Por favor, compartilhe para liberar! Copie todo o código Selecione todo código Todos os códigos foram copiados Não foi possível copiar o código