Batalha contra sexismo é tema do drama biográfico 'Suprema'


Em meio ao interesse em torno da figura de Ruth Bader Ginsburg, uma advogada pioneira na defesa da questão de gênero nomeada ao Supremo Tribunal norte-americano em 1993, a diretora Mimi Leder (A Corrente do Bem e O Pacificador) chega aos cinemas com Suprema, biografia dessa importante figura pública dos EUA, interpretada aqui por Felicity Jones (indicada ao Oscar por A Teoria de Tudo). Suprema representa um retorno de Leder aos cinemas depois de um período produzindo e dirigindo a aclamada série da HBO The Leftovers. 

O longa acompanha os primeiros anos da carreira de Ginsburg, notável aluna de Direito que enfrentou o sexismo na sua carreira, até então dominada por homens. A narrativa culmina com um caso de Direito Tributário assumido por Ruth junto com seu marido Martin (papel de Armie Hammer), uma causa que resultou numa transformação legislativa sem precedentes no país. 


Leder conduz a biografia de Ginsburg com burocracia, seguindo uma cartilha conhecida no gênero. No lugar de deixar a impressionante jornada da sua personagem "falar por si só", a diretora insiste em reforçar os feitos da protagonista com recursos redundantes, como diálogos repletos de frase de efeito e apelos dramáticos. Suprema só soa natural mesmo no terceiro ato, quando o tribunal entra em cena e a artificialidade do roteiro da história encontra guarida no performático jogo do júri. 

No mesmo momento que Suprema chega aos cinemas, outra obra que tem como referência a história de Ruth Bader Ginsburg é bastante comentada, o documentário RGB, indicado em duas categorias do Oscar mais recente (documentário e canção original). Como ficção baseada em eventos reais, Suprema é cheia de cacoetes, com bons momentos aqui e ali para seus atores, em especial a protagonista Felicity Jones e Justin Theroux como um advogado especializado em Direitos Civis que ajuda Ginsburg e seu marido. Está aquém da biografada, mas também não faz muito estrago na dramatização do relato da sua vida. 


On the Basis of Sex, 2018. Dir.: Mimi Leder. Roteiro: Daniel Stiepleman. Elenco: Felicity Jones, Armie Hammer, Justin Theroux, Sam Waterston, Kathy Bates, Cailee Spaeny, Jack Reynor, Stephen Root, Chris Mulkey, Gary Werntz. Diamond Filmes, 120 min. 

Assista ao trailer:


COMENTÁRIOS

Nome

Agenda,14,Checklist,11,Cinco Atos,2,Crítica,297,DVD & Blu-Ray,6,Editorial,2,Entrevista,2,Extras,9,Listão,22,Matéria Especial,26,Notícias,39,Prévia,77,Radar Crítico,20,Rewind,15,TV & Streaming,75,Vilões que Amamos Odiar,1,
ltr
item
Chovendo Sapos: Batalha contra sexismo é tema do drama biográfico 'Suprema'
Batalha contra sexismo é tema do drama biográfico 'Suprema'
https://4.bp.blogspot.com/-EzAtKhpmf74/XHWw4wBzloI/AAAAAAAAb7M/CmimCkI-oHYSpo6hV1U923DTXCwXYvNGACLcBGAs/s400/Suprema.jpg
https://4.bp.blogspot.com/-EzAtKhpmf74/XHWw4wBzloI/AAAAAAAAb7M/CmimCkI-oHYSpo6hV1U923DTXCwXYvNGACLcBGAs/s72-c/Suprema.jpg
Chovendo Sapos
http://www.chovendosapos.com.br/2019/03/suprema.html
http://www.chovendosapos.com.br/
http://www.chovendosapos.com.br/
http://www.chovendosapos.com.br/2019/03/suprema.html
true
3477978344278040615
UTF-8
Posts carregados Nada encontrado! VEJA MAIS Leia mais Responder Cancelar resposta Deletar Por Início PÁGINAS POSTS Ver todos RECOMENDADO PARA VOCÊ CATEGORIA ARQUIVO PESQUISAR TODOS OS POSTS Nada encontrado VOLTAR Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir ESSE CONTEÚDO É PREMIUM Por favor, compartilhe para liberar! Copie todo o código Selecione todo código Todos os códigos foram copiados Não foi possível copiar o código