'Cafarnaum' traz retrato desolador de uma infância negligenciada


"Cafarnaum" é uma cidade bíblica que ficou conhecida por uma série de milagres associados a Jesus Cristo. Título do filme da diretora e roteirista Nadine Labaki, "Cafarnaum" também é traduzido como "caos". O longa libanês indicado ao Oscar de melhor filme estrangeiro traz o retrato de uma realidade na qual não há escapatória e que parece alheia às intervenções do divino, ainda que muitos dos seus personagens sigam tendo fé e recorrendo a religião como esteio. Tudo em Cafarnaum parece irremediável, fruto de uma estrutura social que relega parte da população a completa indigência. 

No centro da narrativa do filme de Labaki está o garoto Zain, interpretado pelo expressivo Zain Al Rafeea, um menino que vive com os pais e os irmãos em condições precárias. No começo do filme, vemos Zain preso por ter cometido um crime grave. Na prisão, o garoto quer processar os pais por terem lhe dado a vida e, consequentemente, tê-lo sujeitado a uma existência sem perspectivas. 


Até tomar a atitude extrema que nos leva a conhecê-lo nas circunstâncias do início de Cafarnaum, Labaki traça uma série de desventuras protagonizadas pelo garoto que nos apresenta a um país em frangalhos e que trata com descaso sua população. A criminalidade é uma alternativa para conter os problemas sociais de uma vida paupérrima e Zain tem que lidar emocionalmente com a perda da irmã de 11 anos que se casa com um conhecido da família e se afeiçoa a uma jovem que após ter engravidado quando trabalhava como prostituta cuida do seu bebê como pode, trabalhando como faxineira num parque de diversões e lavadora de pratos num restaurante. 

Labaki faz um filme sem respiros para o espectador, mas também fortemente ancorado no apelo dramático de suas situações. A realizadora não precisaria de muito para arrancar lágrimas da sua plateia, uma vista superficial do público para a vida de Zain bastaria para nos compadecermos da situação do menino. Ainda assim, é interessante como em diversas circunstâncias Cafarnaum consegue ser um filme cru e sem artifícios, que evita estetizar a pobreza, como muitos similares que já exploraram histórias parecidas, seja no Oriente ou na América Latina. 


Capernaum, 2018. Dir.: Nadine Labaki. Roteiro: Nadine Labaki, Michelle Keserwany e Jihad Hojeily. Elenco: Zain Al Rafeea, Yordanos Shiferaw, Kawsar Al Haddad, Fadi Yousef, Haita Xedra Izzam, Alaa Chouchnieh, Elias Khoury, Nadine Labaki. Sony, 126 min. 

Assista ao trailer:


COMENTÁRIOS

Nome

Agenda,14,Checklist,11,Cinco Atos,2,Crítica,222,DVD & Blu-Ray,6,Editorial,2,Entrevista,2,Extras,9,Listão,22,Matéria Especial,25,Notícias,37,Prévia,77,Radar Crítico,20,Rewind,11,TV & Streaming,45,Vilões que Amamos Odiar,1,
ltr
item
Chovendo Sapos: 'Cafarnaum' traz retrato desolador de uma infância negligenciada
'Cafarnaum' traz retrato desolador de uma infância negligenciada
https://2.bp.blogspot.com/-fTh-4xi-Izk/XGRH9yS8KnI/AAAAAAAAbxk/WBk6dOowrSwYVNvzuDvqs3N3KB6l21emQCLcBGAs/s400/Cafarnaum.jpg
https://2.bp.blogspot.com/-fTh-4xi-Izk/XGRH9yS8KnI/AAAAAAAAbxk/WBk6dOowrSwYVNvzuDvqs3N3KB6l21emQCLcBGAs/s72-c/Cafarnaum.jpg
Chovendo Sapos
http://www.chovendosapos.com.br/2019/02/cafarnaum.html
http://www.chovendosapos.com.br/
http://www.chovendosapos.com.br/
http://www.chovendosapos.com.br/2019/02/cafarnaum.html
true
3477978344278040615
UTF-8
Posts carregados Nada encontrado! VEJA MAIS Leia mais Responder Cancelar resposta Deletar Por Início PÁGINAS POSTS Ver todos RECOMENDADO PARA VOCÊ CATEGORIA ARQUIVO PESQUISAR TODOS OS POSTS Nada encontrado VOLTAR Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir ESSE CONTEÚDO É PREMIUM Por favor, compartilhe para liberar! Copie todo o código Selecione todo código Todos os códigos foram copiados Não foi possível copiar o código