'De Repente uma Família' apresenta uma visão madura e afetuosa sobre a adoção


Como ocasionalmente acontece, materiais de divulgação como pôsteres e trailers, dão uma impressão errada de De Repente uma Família. O longa não é uma daquelas típicas comédias americanas sobre família calcadas em piadas tolas sobre escatologia. Na verdade, mais do que a impressão equivocada dos materiais desses filmes, nosso próprio DNA como espectador faz com que a gente faça pouco caso dessa comédia sobre adoção. O filme tem suas bases fortemente fincadas no gênero, mas, de maneira inteligente e sensível, não esquece que, acima de preencher um roteiro com um cem número de piadas passíveis de gerar riso, é importante criar vínculo com o espectador e isso implica criar uma história emocionalmente engajada com personagens que passam por dilemas humanos minimamente bem costurados. Daí o êxito de De Repente é uma Família

Contando a história dos Wagner, um casal que vive de fazer reformas em antigos casarões, o longa Sean Anders, o mesmo de Pai em Dose Dupla e sua continuação, o filme acompanha a saga do casal na adoção de um trio de irmãos: a adolescente Lizzy e seus irmãos mais novos Juan e Lita. A jornada do casal é recompensadora, mas também extremamente difícil já que eles têm que lidar com toda a traumática bagagem que seus filhos trazem consigo. 


O olhar de De Repente uma Família para o tema da adoção é um dos pontos altos de um filme que, á primeira vista, parece ter muito pouco a recompensar o espectador (e como ele surpreende nesse departamento). Anders confere leveza a sua história pois ela se predispõe a ser um filme voltado para um público mais abrangente e até aqui não há problema. Acontece que existe muita sensibilidade na condução da jornada dos pais interpretados muito bem por Mark Wahlberg e Rose Byrne. Anders e seu co-roteirista John Morris encontram maneiras de aprofundar os arcos dos seus personagens de modo que possamos entender sentimentos conflituosos nas trajetórias dos pais, mas também do trio que é adotado por eles. 

O resultado é um filme que entende a adoção tal qual ela é, mas não carrega nas tintas do melodrama, tampouco é duro como experiência para o espectador, oferecendo "respiros" ao longo da projeção que não estão na história para amortecer a realidade, mas para mostrar que existem também momentos de leveza e afeto na trajetória implicadamente difícil dos seus protagonistas. No final das contas, o filme também acaba sendo uma história sobre acolhimentos. Ao longo da narrativa, personagens que por se sentirem solitários ou com passados traumáticos como os filhos adotivos do Wagner, acabam sendo recepcionados por outros, lembrando do próprio propósito da vivência em comunidade, o acolhimento do outro.

É recompensador para o espectador saber que esse tipo de filme e olhar sobre a vida persiste mesmo num contexto altamente industrial como o dos filmes de grandes estúdios. Lembra que sua meta de contemplar uma gama mais abrangente possível da audiência pode servir para propósitos como os desse longa. "Respiros" conscientes e afetuosos como os que De Repente uma Família dá ao espectador, sem ao menos prepará-lo para a emocionalmente engajada experiência que terá, é das melhores vivências que podemos esperar nas salas de cinema em tempos nos quais muitas vezes confunde-se crítica social ou a oferta da realidade da vida com um pessimismo ou uma descrença que, por vezes, socialmente, não é nada sadia. É agradável assistir coisas assim. 


Instant Family, 2018. Dir.: Sean Anders. Roteiro: Sean Anders e John Morris. Elenco: Mark Wahlberg, Rose Byrne, Octavia Spencer, Tig Notaro, Margo Martindale, Julie Hagerty, Isabela Moner, Gustavo Quiroz, Julianna Gamiz, Tom Segura, Allyn Rachel, Britt Rentschler. Paramount, 119 min. 

Assista ao trailer:


COMENTÁRIOS

Nome

Agenda,14,Checklist,11,Cinco Atos,1,Crítica,196,DVD & Blu-Ray,6,Editorial,2,Entrevista,2,Extras,9,Listão,18,Matéria Especial,20,Notícias,34,Prévia,77,Radar Crítico,20,Rewind,11,TV & Streaming,45,Vilões que Amamos Odiar,1,
ltr
item
Chovendo Sapos: 'De Repente uma Família' apresenta uma visão madura e afetuosa sobre a adoção
'De Repente uma Família' apresenta uma visão madura e afetuosa sobre a adoção
https://4.bp.blogspot.com/-SysxLnTBsiQ/W_P27JALM9I/AAAAAAAAbUA/CFUiDAqnhhwXnJzSaT6xEBGqEY6NXl9NwCLcBGAs/s400/De%2BRepente%2Bem%2BFamilia.png
https://4.bp.blogspot.com/-SysxLnTBsiQ/W_P27JALM9I/AAAAAAAAbUA/CFUiDAqnhhwXnJzSaT6xEBGqEY6NXl9NwCLcBGAs/s72-c/De%2BRepente%2Bem%2BFamilia.png
Chovendo Sapos
http://www.chovendosapos.com.br/2018/11/de-repente-uma-familia.html
http://www.chovendosapos.com.br/
http://www.chovendosapos.com.br/
http://www.chovendosapos.com.br/2018/11/de-repente-uma-familia.html
true
3477978344278040615
UTF-8
Posts carregados Nada encontrado! VEJA MAIS Leia mais Responder Cancelar resposta Deletar Por Início PÁGINAS POSTS Ver todos RECOMENDADO PARA VOCÊ CATEGORIA ARQUIVO PESQUISAR TODOS OS POSTS Nada encontrado VOLTAR Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir ESSE CONTEÚDO É PREMIUM Por favor, compartilhe para liberar! Copie todo o código Selecione todo código Todos os códigos foram copiados Não foi possível copiar o código