'O Conto' traz um corajoso relato pessoal da diretora Jennifer Fox


A diretora e roteirista Jennifer Fox tem um ponto de partida delicado para a realização do seu primeiro longa de ficção. Fox procura num episódio vivenciado na infância a premissa de O Conto, filme da HBO que tem a atriz Laura Dern interpretando a própria realizadora do projeto. Numa mistura de realidade e ficção, Fox traz para o seu filme uma metalinguagem que se converte numa interessante jornada de auto-análise e relato poderoso e complexo sobre os temas que convoca, servindo também como oportunidade para Dern brilhar numa performance de alto nível. 

Em O Conto, Laura Dern interpreta a documentarista Jennifer Fox, uma cineasta que está desenvolvendo um novo trabalho e decide buscar numa experiência pessoal a fonte de compreensão para os casos que são relatados em seu filme. O ponto de partida de Jennifer é uma mulher chamada Sra. G. que foi fundamental na sua infância quando ela praticava e competia equitação. Na ocasião, a Sra. G. era casada e tinha um relacionamento secreto com Bill, preparador físico que a ajudava em seu trabalho. Sra. G. e Bill foram grandes incentivadores de Jennifer e a ajudaram a fugir um pouco dos problemas domésticos que a garota enfrentava com o tumultuado relacionamento dos seus pais. 


O Conto tem uma estrutura original. Na medida em que a Jennifer interpretada por Laura Dern retoma a história da sua infância, a personagem passa por diferentes estágios. Negando, preferindo esquecer ou assumindo situações que vivenciou na infância como naturais, a personagem da atriz, no caso, a própria diretora e roteirista, começa a se dar conta do que havia realmente passado, substituindo a banalidade com que tratava o caso inicialmente por uma crescente revolta. 

Fox tem escolhas interessantes ao longo do percurso. A cineasta procura adotar na estrutura narrativa de O Conto o ritmo da própria criação, puxando a partir de um tema suas reverberações e finalizando o longa com uma compreensão madura sobre o assunto, confundindo a obra com o próprio processo da sua concepção. Propositalmente, o filme tem um princípio completamente solto e disperso, evoluindo para algo com maior enfoque e consciência temática, como se adotasse o percurso da elaboração de uma ideia que dá origem a uma obra, algo que começa meio vago, mas que logo vai ganhando "corpo". 

Da ideia bruta ao amadurecimento e complexidade dela, O Conto é um longa sobre o processo de criação, mas não se trata de um processo de criação qualquer, o que está em curso é a vida da própria realizadora e com isso Fox transforma sua trama num esforço de auto-análise. Honesto e corajoso, o filme enfrenta temas delicados com a complexidade que merece, evitando a armadilha da estereotipia típica dos ânimos aflorados ou da militância rasa. 

Sem deixar de se envolver emocionalmente com o assunto (e nem poderia), Fox compreende a questão por uma dupla perspectiva, micro (pessoal) e macro (social), atribuindo suas causas a uma cultura machista, não personalizando o problema, sem que com isso se esquive de apontar culpados. Está em foco sobretudo a própria Jennifer que lida com sentimentos complexos como a culpa e a negação e com o ocultamento do seu trauma. Fox utiliza recursos interessantes para estabelecer essas ponderações, como os momentos nos quais coloca seus personagens contra a parede e os pega em suas contradições, incorporando aqui práticas típicas de um documentário, como as entrevistas. 

Imagino como tenha sido difícil para Fox tirar do passado lembranças tão dolorosas, tendo coragem para expô-las de maneira tão sincera e complexa. Imagino também como foi libertador para a diretora enfrentar esses fantasmas e transformar esse percurso de descoberta de si na sua obra. O Conto é um projeto pessoal que leva sua protagonista a um outro estágio de compreensão de si mesma e da realidade que a cerca, tecendo um arco de transformação para sua personagem principal sem pudores ou discursos óbvios sobre o tema. 


The Tale, 2018. Dir.: Jennifer Fox. Roteiro: Jennifer Fox. Elenco: Laura Dern, Isabelle Nélisse, Ellen Burstyn, Common, Elizabeth Debicki, Jason Ritter, Frances Conroy, John Heard, Laura Allen, Chelsea Alden, Matthew Rauch. Disponível na programação dos canais HBO, 114 min. 

Assista ao trailer:


COMENTÁRIOS

Nome

Agenda,14,Checklist,11,Cinco Atos,1,Crítica,190,DVD & Blu-Ray,6,Editorial,2,Entrevista,2,Extras,9,Listão,18,Matéria Especial,20,Notícias,34,Prévia,77,Radar Crítico,20,Rewind,11,TV & Streaming,45,Vilões que Amamos Odiar,1,
ltr
item
Chovendo Sapos: 'O Conto' traz um corajoso relato pessoal da diretora Jennifer Fox
'O Conto' traz um corajoso relato pessoal da diretora Jennifer Fox
https://1.bp.blogspot.com/-fO8ad6kaAYU/W1vnncw0zZI/AAAAAAAAaUw/0HauzcwbnjscsuBb86awbt74HyNRGbXqACLcBGAs/s400/the-tale-movie-sundance.jpg
https://1.bp.blogspot.com/-fO8ad6kaAYU/W1vnncw0zZI/AAAAAAAAaUw/0HauzcwbnjscsuBb86awbt74HyNRGbXqACLcBGAs/s72-c/the-tale-movie-sundance.jpg
Chovendo Sapos
http://www.chovendosapos.com.br/2018/08/o-conto-traz-um-corajoso-relato-pessoal.html
http://www.chovendosapos.com.br/
http://www.chovendosapos.com.br/
http://www.chovendosapos.com.br/2018/08/o-conto-traz-um-corajoso-relato-pessoal.html
true
3477978344278040615
UTF-8
Posts carregados Nada encontrado! VEJA MAIS Leia mais Responder Cancelar resposta Deletar Por Início PÁGINAS POSTS Ver todos RECOMENDADO PARA VOCÊ CATEGORIA ARQUIVO PESQUISAR TODOS OS POSTS Nada encontrado VOLTAR Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir ESSE CONTEÚDO É PREMIUM Por favor, compartilhe para liberar! Copie todo o código Selecione todo código Todos os códigos foram copiados Não foi possível copiar o código