'A Morte do Superman' reconhece herói da DC como símbolo de esperança


No início dos anos 1990, um evento tomou de sobressalto o universo das HQs. A DC Comics anunciou algo que seria repercutido na cultura pop por meses e meses, a morte do Superman, um dos seus principais personagens. Sendo o foco das edições dos quadrinhos por algum tempo, a DC imaginou como as coisas ficariam sem o herói mais poderoso do mundo, trazendo-o de volta meses depois. O evento rendeu muitos dólares na conta da empresa e inspirou histórias com o personagem em outras mídias, como o próprio diretor Zack Snyder quando imaginou o arco do herói em Batman vs. Superman: A Origem da Justiça e Liga da Justiça ou mesmo adaptações diretas como a primeira animação da Warner com personagens da editora, também chamada de A Morte do Superman, lançada em 2007.  

Com os oitenta anos de aniversário do personagem, a Warner faz uma nova versão em longa de animação para a história dividindo-a em duas partes, uma se chama A Morte do Superman e chega para o público em 2018 e a outra só iremos assistir em 2019. A trama basilar de A Morte do Superman é a que todos conhecemos do próprio evento da DC Comics. Na animação, a humanidade é surpreendida pela chegada de Apocalipse, um monstro alienígena governado exclusivamente pelo instinto de destruição em massa. Claro que a única força na Terra capaz de conter a ameaça é o Superman. Em meio ao dilema sobre sua identidade secreta quando, enfim, engata o namoro com sua colega de trabalho Lois Lane e sente-se tentado a revelar que Clark Kent e Superman são as mesmas pessoas, o herói se vê diante de um desafio físico nunca antes enfrentado. 


Com traços de anime, uma aposta das animações da DC na Warner há alguns anos, A Morte do Superman tem avanços técnicos notáveis, funcionando na dinamicidade com que concebe suas cenas de ação, semelhante a outros exemplares do estúdio como Liga da Justiça: Trono de Atlântida. A trama gira em torno de temas recorrentes nas melhores histórias do Superman nas HQs, conduzindo-os com igual êxito. Aqui, o herói lida com a pressão de se responsabilizar com inúmeras demandas, a principal delas é preservar a vida daqueles que ama mantendo-os afastados da sua rotina de super-herói. Assim, o conflito do protagonista a respeito da revelação ou não de sua dupla identidade para a namorada Lois Lane surge como uma questão que serve para desenvolver esse tema na história, mas também para promover momentos de genuína emoção na animação, o principal deles, claro, está reservado no último ato do longa quando Superman se depara com seu provável destino ao enfrentar Apocalipse e se despede da repórter do Planeta Diário. Ao mesmo tempo, A Morte do Superman lida muito bem com o lugar que o Superman tem no universo dos super-heróis de quadrinhos quando aborda a inspiração que o personagem causa na humanidade, reconhecendo o personagem como símbolo puro da esperança. 

Como de praxe no catálogo de animações da DC, A Morte do Superman acaba dando uma lição no universo expandido de filmes em live action com os super-heróis da empresa. Não só porque compreende o espírito das histórias do personagem, acolhendo e desenvolvendo com destreza seus elementos mais fortes e importantes, mas também porque insere o arco dramático dele num macro-universo habitado por outros heróis, algo sempre ambicionado nos filmes em live action, mas que somente aqui (e em outras animações da empresa) parece ser aplicado de maneira correta e fluida. É interessante, por exemplo, como a relação bem resolvida entre Flash e sua namorada Iris consegue fazer com que Superman pense na sua situação com Lois ou como os efeitos devastadores da chegada de Apocalipse na Terra são sentidos primeiro em Atlantis. São detalhes que, no final das contas, fazem toda a diferença, especialmente para os fãs e que poderia servir de espelho para a nova chefia da divisão de filmes de super-heróis da Warner. 


The Death of Superman, 2018. Dir.: Sam Liu e Jake Castorena. Roteiro: Peter Tomasi. Vozes de: Jerry O'Connell, Rebecca Romijn, Rainn Wilson, Rosario Dawson, Nathan Fillion, Jason O'Mara, Christopher Gorham, Matt Lanter, Nyambi Nyambi, Jonathan Adams. 81 min.

Disponível no Net Now

Assista ao trailer: 

  

COMENTÁRIOS

Nome

Agenda,14,Checklist,11,Cinco Atos,1,Crítica,197,DVD & Blu-Ray,6,Editorial,2,Entrevista,2,Extras,9,Listão,18,Matéria Especial,20,Notícias,34,Prévia,77,Radar Crítico,20,Rewind,11,TV & Streaming,45,Vilões que Amamos Odiar,1,
ltr
item
Chovendo Sapos: 'A Morte do Superman' reconhece herói da DC como símbolo de esperança
'A Morte do Superman' reconhece herói da DC como símbolo de esperança
https://1.bp.blogspot.com/-vrkmZsiz76k/W2g7P0gpVoI/AAAAAAAAaaI/rn3vsJ-VUrU8wzJfaZxDDahtKTZwah1rQCLcBGAs/s400/A%2BMorte%2Bdo%2BSuperman.jpg
https://1.bp.blogspot.com/-vrkmZsiz76k/W2g7P0gpVoI/AAAAAAAAaaI/rn3vsJ-VUrU8wzJfaZxDDahtKTZwah1rQCLcBGAs/s72-c/A%2BMorte%2Bdo%2BSuperman.jpg
Chovendo Sapos
http://www.chovendosapos.com.br/2018/08/a-morte-do-superman.html
http://www.chovendosapos.com.br/
http://www.chovendosapos.com.br/
http://www.chovendosapos.com.br/2018/08/a-morte-do-superman.html
true
3477978344278040615
UTF-8
Posts carregados Nada encontrado! VEJA MAIS Leia mais Responder Cancelar resposta Deletar Por Início PÁGINAS POSTS Ver todos RECOMENDADO PARA VOCÊ CATEGORIA ARQUIVO PESQUISAR TODOS OS POSTS Nada encontrado VOLTAR Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir ESSE CONTEÚDO É PREMIUM Por favor, compartilhe para liberar! Copie todo o código Selecione todo código Todos os códigos foram copiados Não foi possível copiar o código