'O Resgate do Soldado Ryan' e os espólios da guerra de Spielberg


Em julho de 1998, estreava nos cinemas americanos, bem distante da award season, o drama de guerra O Resgate do Soldado Ryan, segunda incursão do realizador Steven Spielberg no cinema num filme que tinha como pano de fundo a Segunda Guerra Mundial. Por razões já conhecidas (suas origens judaicas), o tema é caro ao diretor, que ganhou notoriedade em Hollywood por filmes escapistas com tom mais lúdico, como Tubarão, E.T.: O Extraterrestre e Jurassic Park. Assim como em A Lista de Schindler, O Resgate do Soldado Ryan traz um diretor avaliando os resultados da guerra numa perspectiva humana e, ocasionalmente, tendente ao melodrama nem sempre manejado da melhor maneira pelo diretor, mas inegavelmente engajante na maioria das vezes. Em O Resgate do Soldado Ryan, curiosamente, as emoções são dosadas. 

Spielberg traz a história de um grupo de soldados americanos que empreendem uma jornada à procura do soldado James Francis Ryan quando este recebe uma autorização do chefe de estado americano para retornar ao país depois da morte de todos os seus irmãos durante a guerra. O resgate que dá título ao filme gera inúmeros conflitos no grupo, que acaba se expondo ao perigo para preservar a vida de um único soldado. 


O filme de Spielberg segue com uma qualidade técnica irretocável mesmo tendo se passado 20 anos do seu lançamento. A cena de desembarque dos soldados liderados por Tom Hanks na Normandia é um assombro de bem feita, dimensiona a violenta vivência no front com um realismo perturbador diante da mutilação de corpos na baia e também pelo vibrante trabalho de som que capta cada bala obstacularizada pelas barras de ferro fincadas na areia. Narrativamente, sempre tive minhas dúvidas se suas três horas de duração se justificavam já que, mesmo que recompensador em inúmeros momentos, o filme se torna maçante em outros como se adiasse o seu desfecho incessantemente para exibir a escala épica daquilo que seu diretor pretende com sua história, mesmo que em algumas circunstâncias seu roteiro encontre subterfúgios para estende-lo. O longa vale pelo balanço que constantemente faz a respeito de decisões limítrofes que costumam ser tomadas nessas situações de guerra, a principal delas diz respeito às vidas sacrificadas, resvalando em alguns momentos numa simbologia patriótica querida por Spielberg e que capturamos a partir de planos que exibem a bandeira americana abrindo e encerrando a história (plasticamente irretocável, por sinal), mas também através de decisões narrativas como a influência de Abraham Lincoln na decisão de solicitar o retorno de Ryan aos EUA como se todo o país tivesse uma vida histórica, aprendendo com seus erros. 

Com algumas participações que podem surpreender os espectadores anos depois, como Vin Diesel, Bryan Cranston e Paul Giamatti compondo o elenco do longa, O Resgate do Soldado Ryan conta com atores competentes no seu elenco, a começar por Tom Hanks, que dá humanidade ao líder do grupo, passando pelo idealista e imaturo Ryan de Matt Damon, que só aparece na última hora do filme, mas tem grandes momentos. O Resgate do Soldado Ryan ganhou o rótulo de filme injustiçado no Oscar pela sua derrota na categoria principal para Shakespeare Apaixonado, ainda que Spielberg tenha saido da premiação com cinco estatuetas, uma delas sendo a de melhor diretor. Muito barulho por nada, Shakespeare Apaixonado é um belo romance que foi estigmatizado sobretudo aqui no Brasil pela premiação (derrotou não só o filme de Spielberg, como também a atriz Fernanda Montenegro), mas isso é pauta para uma outra oportunidade... No mais, O Resgate do Soldado Ryan segue como um drama de guerra cujo tempo não afetou seu impacto, sobretudo do ponto de vista técnico. Uma aula de imersão no cenário da guerra como poucas ficções conseguem ser.  

COMENTÁRIOS

Nome

Agenda,14,Checklist,11,Cinco Atos,1,Crítica,182,DVD & Blu-Ray,6,Editorial,2,Entrevista,2,Extras,9,Listão,18,Matéria Especial,20,Notícias,33,Prévia,77,Radar Crítico,20,Rewind,11,TV & Streaming,45,Vilões que Amamos Odiar,1,
ltr
item
Chovendo Sapos: 'O Resgate do Soldado Ryan' e os espólios da guerra de Spielberg
'O Resgate do Soldado Ryan' e os espólios da guerra de Spielberg
https://1.bp.blogspot.com/-C3ncCePAkAs/W0wKnAP17tI/AAAAAAAAaLY/bENul9VEXGkzDDzKhxF03xv8EtVtIJ74QCLcBGAs/s400/O%2BResgate%2Bdo%2BSoldado%2BRyan.jpg
https://1.bp.blogspot.com/-C3ncCePAkAs/W0wKnAP17tI/AAAAAAAAaLY/bENul9VEXGkzDDzKhxF03xv8EtVtIJ74QCLcBGAs/s72-c/O%2BResgate%2Bdo%2BSoldado%2BRyan.jpg
Chovendo Sapos
http://www.chovendosapos.com.br/2018/07/o-resgate-do-soldado-ryan.html
http://www.chovendosapos.com.br/
http://www.chovendosapos.com.br/
http://www.chovendosapos.com.br/2018/07/o-resgate-do-soldado-ryan.html
true
3477978344278040615
UTF-8
Posts carregados Nada encontrado! VEJA MAIS Leia mais Responder Cancelar resposta Deletar Por Início PÁGINAS POSTS Ver todos RECOMENDADO PARA VOCÊ CATEGORIA ARQUIVO PESQUISAR TODOS OS POSTS Nada encontrado VOLTAR Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir ESSE CONTEÚDO É PREMIUM Por favor, compartilhe para liberar! Copie todo o código Selecione todo código Todos os códigos foram copiados Não foi possível copiar o código