'Aos Teus Olhos' se esquiva das polêmicas que propõe debater


Nas turmas de natação do clube onde trabalha, o professor Rubens é querido por todos os alunos que frequentam o local. Extrovertido, simpático e brincalhão, o professor é o preferido de crianças e pré-adolescentes que circulam pelo lugar, mesmo aqueles que não fazem parte das suas turmas. Quando Alex, um de seus alunos, diz para a sua mãe que o professor o beijou no vestiário, a imagem pública de Rubens é drasticamente transformada. O caso sai da sala da diretoria do clube e vai para as redes sociais, virando uma verdadeira "bola de neve" que condena o professor por um crime com poucas provas produzidas, além do relato do menino, que, por sinal, não vemos, apenas ficamos sabendo pelas ações dos seus pais. 

Desde o primeiro instante, Aos Teus Olhos, mais recente longa da cineasta Carolina Jabor (de Boa Sorte), anseia de maneira positiva pela polêmica, trata-se de um filme que tem muito a falar sobre temas palpitantes. O filme traz para o centro da sua narrativa a junção de alguns assuntos espinhosos que se atravessam na jornada do seu protagonista, o professor de natação vivido por Daniel de Oliveira. Aos Teus Olhos trata essencialmente de linchamento virtual, mas também tem na sua mira a pedofilia e a homofobia  encrustada  na maneira como a sociedade acredita que deva ser demonstrado o carinho entre dois sujeitos do sexo masculino e a repercussão que isso gera no contexto de uma acusação grave como aquela feita contra o protagonista. O grande problema do filme de Jabor é que, desde o princípio, a cineasta parece ter um ponto de vista bem claro sobre a ausência de culpa de Rubens, sobretudo porque utiliza as duas últimas temáticas como forma de deixar claro que tudo o que acontece com o professor interpretado por Oliveira é filtrado por um olhar malicioso de pais mergulhados num círculo social cheio de preconceitos e autocobranças de zelo com seus filhos por conta a disfuncionalidade familiar que impõem ao contexto de criação dessas crianças. 


Há um grande entrave em Aos Teus Olhos: tudo aquilo que é construído com destreza pela realizadora, que capta nossa atenção com suas incessantes problematizações e reverberações do caso, acaba sendo sabotado por um desfecho que exibe uma Jabor exitosa com a exposição do seu próprio argumento e ponto de vista a respeito da grande temática do filme, o linchamento virtual. Optando por um final em aberto que não condiz com tudo aquilo que fora muito bem construído até então, Jabor anda vinte passos para trás num filme que vinha conquistando o público com seu jogo de colocações sobre um tema tão palpitante e que merece vir à tona da maneira cuidadosa como ela vinha tratando o drama até então.

De certa forma, Aos Teus Olhos nos remete ao caso de Dúvida, do americano John Patrick Shanley, porém ali, as incertezas sobre a culpa ou não do religioso interpretado por Philip Seymour Hoffman estava bem mais localizada no território de incertezas do que esse filme aqui. E é por aparentar uma nebulosidade sobre a resolução do caso que Aos Teus Olhos perde a chance de ser um grande e corajoso filme com um ponto de vista bem embasado sobre suas questões.  

É certo que ao longo da história, Jabor tenta pesar alguns fatos que advogam contra ou tem o potencial de deixar certezas sobre a inocência de Rubens em suspenso: o episódio do beijo no vestiário não é registrado por câmeras de segurança; o professor não tem filtros com seus colegas para falar sobre a aparência das meninas de 12 anos que frequentam o clube; sua relação com a namorada Sofia interpretada por Luisa Arraes nos parece fria demais; a maneira como ele aborda ocasionalmente Alex dá a entender que existem segredos partilhados entre eles; e os pais do menino não conseguem administrar friamente a situação (comportamento compreensível, diga-se de passagem). No entanto, nada disso parece ser o suficiente para pairar incertezas sobre a trama de Aos Teus Olhos que possui sim uma diretora com respostas sobre a inocência ou não de Rubens, mas que estranhamente parece, no instante final, seguir um roteiro que prefere se esconder na abertura a supostas outras interpretações.


Aos Teus Olhos, 2018. Dir.: Carolina Jabor. Roteiro: Lucas Paraizo. Elenco: Daniel de Oliveira, Malu Galli, Marco Ricca, Luisa Arraes, Stella Rabello, Gustavo Falcão, Luiz Felipe Mello, Rodrigo dos Santos, Clarissa Pinheiro, Breno Nina, Pedro Sol. Pagu Filmes, 87 min. 

O filme será exibido dia 31 de julho, às 22h no Canal Brasil. 

Assista ao trailer: 


COMENTÁRIOS

Nome

Agenda,14,Checklist,11,Cinco Atos,1,Crítica,165,DVD & Blu-Ray,6,Editorial,2,Entrevista,2,Extras,9,Listão,18,Matéria Especial,17,Notícias,25,Prévia,77,Radar Crítico,20,Rewind,6,TV & Streaming,42,Vilões que Amamos Odiar,1,
ltr
item
Chovendo Sapos: 'Aos Teus Olhos' se esquiva das polêmicas que propõe debater
'Aos Teus Olhos' se esquiva das polêmicas que propõe debater
https://4.bp.blogspot.com/-YDFJr1WQiEE/W1ta9Cae7qI/AAAAAAAAaS0/-12qJ0-_idE2A09gohnD5aR_U4mL5_5vwCLcBGAs/s400/Aos%2BTeus%2BOlhos.jpg
https://4.bp.blogspot.com/-YDFJr1WQiEE/W1ta9Cae7qI/AAAAAAAAaS0/-12qJ0-_idE2A09gohnD5aR_U4mL5_5vwCLcBGAs/s72-c/Aos%2BTeus%2BOlhos.jpg
Chovendo Sapos
http://www.chovendosapos.com.br/2018/07/aos-teus-olhos.html
http://www.chovendosapos.com.br/
http://www.chovendosapos.com.br/
http://www.chovendosapos.com.br/2018/07/aos-teus-olhos.html
true
3477978344278040615
UTF-8
Posts carregados Nada encontrado! VEJA MAIS Leia mais Responder Cancelar resposta Deletar Por Início PÁGINAS POSTS Ver todos RECOMENDADO PARA VOCÊ CATEGORIA ARQUIVO PESQUISAR TODOS OS POSTS Nada encontrado VOLTAR Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir ESSE CONTEÚDO É PREMIUM Por favor, compartilhe para liberar! Copie todo o código Selecione todo código Todos os códigos foram copiados Não foi possível copiar o código