A carreira de Charlize Theron em cinco atos


Chegando aos cinemas nesta quinta-feira (24) com o elogiado Tully (assista ao trailer teaser aqui), a atriz sul-africana  Charlize Theron é a estrela da nossa coluna Checklist da semana. A vencedora do Oscar tem na sua filmografia títulos que iniciam em 1995 com uma participação em Colheita Maldita 3 e sua mais recente aparição nas telonas foi na comédia Gringo: Vivo ou Morto, que teve uma passagem tímida no Brasil. 

Elencamos os nossos desempenhos preferidos da atriz, Confira abaixo: 


# 5º lugar
Terra Fria (2005)
Josey Aimes

No longa da diretora Niki Caro, Charlize Theron interpreta uma trabalhadora de minas de ferro do Minnesota que assume a criação dos filhos após sair de um casamento marcado por uma relação abusiva. Em um emprego monopolizado por homens, a personagem de Theron sofre toda sorte de assédio e decide buscar na justiça seus direitos. No papel dessa chefe de família, a atriz confere dignidade a uma protagonista na tradição de heroínas do mundo real como a Norma Rae de Sally Field (Norma Rae), Karen Silkwood de Meryl Streep (Silkwood) ou Erin Brokovich de Julia Roberts (Erin Brokovich: Uma Mulher de Talento). Pelo desempenho, Theron foi indicada ao Oscar, perdendo a estatueta para Reese Whiterspoon por Johnny e June


# 4º lugar
Advogado do Diabo (1997)
Mary Ann Lomax

O drama de Taylor Hackford (Ray) passou despercebido quando estreou nos cinemas de todo o mundo. No entanto, o filme é daquele tipo que recebeu o status de cult após algumas revisões da crítica e da cinefilia. Keanu Reeves estabelece a primeira parceria com a atriz, com quem viria se encontrar novamente no romance Doce Novembro de 2001. O ator interpreta um jovem advogado pouco a pouco enredado na teia de ganância do sinuoso personagem de Al Pacino. Theron vive a esposa do protagonista que sofre consequências diretas e trágicas da corrupção do marido. A destruição psicológica e física da personagem ao longo da história é um ponto alto do filme e Theron impressiona pela entrega à personagem.  


# 3º lugar
Mad Max: Estrada da Fúria (2015)
Imperatriz Furiosa

Em 2015, George Miller retomou sua franquia Mad Max em grande estilo com um longa que instantaneamente se transformou no fenômeno pop da sua temporada blockbuster, conseguindo ainda a grande aceitação dos críticos e até hoje protagoniza várias listas como um dos filmes mais importantes da sua geração. Mad Max: Estrada da Fúria trouxe Charlize Theron  em uma performance silenciosa e que lhe exigia muito fisicamente, transformando-se em símbolo feminista de toda uma geração de heroínas que a sucederia nas telonas, da Rey de Star Wars a Diana Prince de Mulher Maravilha. Há expectativas para uma sequência, mas não há previsão de quando ela ocorra de fato. A promessa é que Furiosa retorne. 


# 2º lugar
Jovens Adultos (2011)
Mavis Gary

A intragável escritora de romances juvenis Mavis Gary de Jovens Adultos é um dos trabalhos mais interessantes de Charlize Theron. A primeira parceria da atriz com o diretor Jason Reitman e a roteirista Diablo Cody, ambos de Tully, é uma ácida comédia sobre a sensação de fracasso pessoal e profissional da geração de jovens adultos do século XXI. Theron interpreta com amargura e ironia uma autêntica bitch que não consegue aceitar a felicidade de antigos colegas de escola e fica obcecada pela paixonite que nutre por um antigo crush do colegial. É um trabalho pouco conhecido de Charlize, mas um dos seus maiores acertos. Theron dá densidade psicológica e muita acidez e cinismo a Mavis. 


# 1º lugar
Monster: Desejo Assassino (2003)
Aileen Wuornous

Como a notória serial killer americana Aileen Wuornous, Charlize Therou venceu o Oscar de melhor atriz em 2003, batendo nomes como Diane Keaton (Alguém tem que ceder) e Naomi Watts (21 Gramas). Aliás, Theron venceu não apenas o Oscar como todos os prêmios da temporada, como o SAG Awards e o Globo de Ouro. No primeiro longa da diretora Patty Jenkins (Mulher Maravilha), Theron não se submeteu apenas a uma transformação física, ganhando 30 quilos para o papel e escondendo-se atrás da maquiagem, como também incorporou os trejeitos e o comportamento instável de Wuornous. Theron queria tanto o papel que se esforçou para convencer Jenkins a protagonizar o filme, batendo a preferência por Reese Whiterspoon e Kate Winslet na época, e investiu dinheiro do próprio bolso (ela é uma das produtoras do longa) para conseguir fazer com que a obra chegasse nas telonas durante a temporada de premiações. A recompensa veio rápido.  

COMENTÁRIOS

Nome

Agenda,14,Checklist,11,Cinco Atos,1,Crítica,166,DVD & Blu-Ray,6,Editorial,2,Entrevista,2,Extras,9,Listão,18,Matéria Especial,17,Notícias,26,Prévia,77,Radar Crítico,20,Rewind,6,TV & Streaming,42,Vilões que Amamos Odiar,1,
ltr
item
Chovendo Sapos: A carreira de Charlize Theron em cinco atos
A carreira de Charlize Theron em cinco atos
https://1.bp.blogspot.com/-aeMRwBcUUP8/WwAXDz9dmaI/AAAAAAAAZ0c/kMjw8CeCHEwPmIrdXuHzsL-wys2kmikXgCLcBGAs/s400/Charlize%2BTheron.jpg
https://1.bp.blogspot.com/-aeMRwBcUUP8/WwAXDz9dmaI/AAAAAAAAZ0c/kMjw8CeCHEwPmIrdXuHzsL-wys2kmikXgCLcBGAs/s72-c/Charlize%2BTheron.jpg
Chovendo Sapos
http://www.chovendosapos.com.br/2018/05/a-carreira-de-charlize-theron-em-cinco.html
http://www.chovendosapos.com.br/
http://www.chovendosapos.com.br/
http://www.chovendosapos.com.br/2018/05/a-carreira-de-charlize-theron-em-cinco.html
true
3477978344278040615
UTF-8
Posts carregados Nada encontrado! VEJA MAIS Leia mais Responder Cancelar resposta Deletar Por Início PÁGINAS POSTS Ver todos RECOMENDADO PARA VOCÊ CATEGORIA ARQUIVO PESQUISAR TODOS OS POSTS Nada encontrado VOLTAR Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir ESSE CONTEÚDO É PREMIUM Por favor, compartilhe para liberar! Copie todo o código Selecione todo código Todos os códigos foram copiados Não foi possível copiar o código