Crítica: A Espuma dos Dias

Michel Gondry retorna, novamente onírico e lisérgico, com o estranho romance protagonizado por Audrey Tatou e Romain Duris
 

Michel Gondry nunca fez questão de compor seus filmes com o mínimo de referencial na realidade. De Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças, passando por Rebobine, por favor, o pouco conhecido Sonhando Alto e até mesmo o escancaradamente comercial O Besouro Verde, o realizador sempre mostrou uma forte tendência em exteriorizar através de imagens o universo emocionalmente conturbado de seus personagens, gerando sequências que flertam com o sonho, a lógica cômica dos desenhos animados e, por esse mesmo motivo, completamente cientes das especificidades da linguagem cinematográfica. Em A Espuma dos Dias, Gondry volta a filmar na França e não nega suas origens como diretor de videoclipes, escancarando de vez que está longe de ser um diretor adepto de marcações ou orientações acadêmicas clássicas.
 
A Espuma dos Dias tem início quando Colin, personagem de Romain Duris, manifesta o desejo de encontrar uma namorado, ao perceber que todos os seus amigos começam a "se arranjar". O rapaz, que vive sozinho com a companhia eventual de seu cozinheiro Nicolas, encontra Chloe, interpretada por Audrey Tatou. Os dois se apaixonam, se casam e, no auge da felicidade, descobrem que ela está com uma grave doença nos pulmões. Enquanto Colin começa a trabalhar para arcar com o caro tratamento da amada - antes de conhecê-la o rapaz optou por viver sem emprego, sustentando sua vida com um dinheiro que guarda no cofre -, Chloe piora a cada dia e o mundo aprazível, colorido e repleto de alegria do casal começa a ruir, dando lugar à melancolia, opressão e toda sorte de sentimentos sombrios.


A ideia que permeia A Espuma dos Dias é a de que, diante de acontecimentos trágicos, o ser humano passa a ver o mundo ao ser redor de maneira pessimista, nebulosa, um beco sem saída. Em certo momento da projeção, um dos personagens - não lembro ao certo qual deles, acredito que Colin ou alguém que se dirija a ele - afirma que, diante da infelicidade e do desespero, não é o indivíduo que se transforma mas sim as coisas. Tudo começa a perder o viço, se deteriorar em seus sentidos... Essa é a ideia de A Espuma dos Dias que, baseado no livro homônimo de Boris Vian, livro referencial para a carreira do próprio Michel Gondry, cria um universo particular para seus personagens, com lógicas distorcidas da realidade, literalidade de ações (para se ter uma ideia, "retirar a mesa" significa passar um rodo nela, deixando cair no chão pratos e todos os alimentos que foram servidos)... Um ambiente retrô futurista que se descola do mundo que conhecemos para dotar sua narrativa de aspectos oníricos e ser passível de identificação com qualquer espectador no planeta apenas pelos temas que evoca, sendo perfeitamente possível de se metamorfosear ao longo da narrativa.
 
Saindo do colorido vivo inicial e partindo para o melancólico preto e branco, transformando a espaçosa e alegre residência de Colin em um mausoléu cada vez mais encolhido e corroído pela tristeza, A Espuma dos Dias é um trabalho meticuloso de Michel Gondry que o faz retornar a sua essência, ao lugar de onde, no seu caso, jamais deveria ter saído, o cinema arte. Audrey Tatou e Romain Duris estabelecem uma parceria interessante, uma cumplicidade e um envolvimento gradual em cena. Tatou  coloca sua adorável e carismática persona a favor de Chloe, trágica personagem que instantaneamente ganha a simpatia e o afeto da plateia. Já Romain Duris é o protagonista comprometido com a cumplicidade do espectador, garantindo o interesse por sua trajetória que trafega entre a simplicidade de seus sentimentos e as estranhas formas de manifestá-lo, comumente associadas a elementos externos, apoiados na criativa direção de arte do projeto.

 
Trata-se de um longa a ser digerido em seus mais singelos detalhes. Conceito simples, mas tenho cá minhas dúvidas se a maioria vai conseguir chegar até ele diante de tanta extravagância visual. No entanto, toda essa variedade de alternativas estéticas adotadas em A Espuma dos Dias condiz com a carreira do seu diretor e talvez seja a exteriorização mais madura das suas marcas como realizador. Estabelecendo uma parceria quase tão harmoniosa quanto aquela que estabeleceu com Kate Winslet e Jim Carrey em Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças, Michel Gondry conduz a trama através da sinérgica dupla formada por Audrey Tatou e Romain Duris, em ótimas interpretações que encontram ressonância no arrojo visual de um dos diretores de cinema mais comprometidos em testar os limites da sua própria criatividade.
 
 
 
L'écume dez Jours, 2013. Dir.: Michel Gondry. Roteiro: Luc Bossi. Elenco: Romain Duris, Audrey Tatou, Omar Sy, Gad Elmaleh, Aissa Maiga, Charlotte LeBon, Sacha Bourdo, Phillppe Torreton, Vincento Rottiers. 125 min. Imovision.

COMENTÁRIOS

Nome

Agenda,6,Checklist,5,Cinco Atos,1,Crítica,76,DVD & Blu-Ray,5,Editorial,2,Entrevista,1,Extras,3,Listão,13,Matéria Especial,4,Prévia,25,Radar Crítico,13,Rewind,3,TV & Streaming,12,Vilões que Amamos Odiar,1,
ltr
item
Chovendo Sapos: Crítica: A Espuma dos Dias
Crítica: A Espuma dos Dias
http://3.bp.blogspot.com/-zgZ6n2EDkrU/Ub3u_pnmQ1I/AAAAAAAAR34/Tgp-w_zqbtk/s640/4448636-bande-annonce-de-l-ecume-des-jours-620x345-1.jpg
http://3.bp.blogspot.com/-zgZ6n2EDkrU/Ub3u_pnmQ1I/AAAAAAAAR34/Tgp-w_zqbtk/s72-c/4448636-bande-annonce-de-l-ecume-des-jours-620x345-1.jpg
Chovendo Sapos
http://www.chovendosapos.com.br/2013/07/critica-espuma-dos-dias.html
http://www.chovendosapos.com.br/
http://www.chovendosapos.com.br/
http://www.chovendosapos.com.br/2013/07/critica-espuma-dos-dias.html
true
3477978344278040615
UTF-8
Posts carregados Nada encontrado! VEJA MAIS Leia mais Responder Cancelar resposta Deletar Por Início PÁGINAS POSTS Ver todos RECOMENDADO PARA VOCÊ CATEGORIA ARQUIVO PESQUISAR TODOS OS POSTS Nada encontrado VOLTAR Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir ESSE CONTEÚDO É PREMIUM Por favor, compartilhe para liberar! Copie todo o código Selecione todo código Todos os códigos foram copiados Não foi possível copiar o código