O Lugar onde tudo Termina

Do mesmo realizador de Namorados para Sempre, filme aborda com sensibilidade a responsabilidade paterna, mas tem segundo ato sabotado por seu roteiro e pela interpretação pouco esforçada de Bradley Cooper
 

Derek Cianfrance fez muito barulho em 2010 com Namorados para Sempre, filme protagonizado por Ryan Gosling e Michelle Williams que pretendia contar a história de um jovem casal e como o cotidiano levava essa relação ao desgaste. A proposta foi muito bem sucedida, o diretor e roteirista estreitou o vínculo afetivo entre Williams e Gosling e procurou a naturalidade em suas atuações, um resultado superior ao esperado, sem dúvidas. Portanto parece justo que seu trabalho seguinte fosse aguardado com grandes expectativas. O Lugar onde tudo Termina seguiu uma carreira interessante, rendeu novos elogios ao realizador e conseguiu uma atenção considerável do público para um filme que mantém suas raízes independentes até mesmo em sua estratégia de distribuição. No entanto, apesar do êxito em aspectos isolados, O Lugar onde tudo Termina falha em dois pontos, o roteiro e a interpretação de um dos seus atores.
 
O Lugar onde tudo Termina centra sua narrativa em três eixos dramáticos. No primeiro, encontraremos Luke um jovem que abandona a vida nômade do circo, onde trabalha no globo da morte com sua moto, após descobrir que é pai de um menino, fruto de um relacionamento que teve um ano atrás. Sem saber como sustentar a criança, Luke passa a assaltar bancos e se torna um bandido procurado na região. No segundo eixo nos é apresentado o policial Avery, condecorado em seu departamento após o êxito em uma perseguição a Luke. Avery acaba tomando decisões eticamente questionáveis que o atormentam durante anos e afeta profundamente suas relações afetivas mais próximas. Em um terceiro momento, os filhos desses dois personagens acabam se encontrando e as consequências das decisões tomadas por seus pais começam a se manifestar em suas vidas. 


O Lugar onde tudo Termina é um filme que trata sobre a importância das nossas raízes, das nossas referências, sobretudo a paterna, associada diretamente à formação de um caráter. O roteiro de Cianfrance, em parceria com Bem Coccio e Darius Marder, nos oferece Luke e Avery como os personagens centrais no desenvolvimento deste conceito. No entanto, parece que seus roteiristas centraram seus esforços e talentos na construção do núcleo de Luke, personagem bem defendido por Ryan Gosling, enquanto que o Avery de Bradley Cooper acaba se tornando o aspecto mais frágil de todo o filme: o que norteia sua passividade? Um tropeço incômodo visto que é através de Avery que a redenção de seus personagens viriam no longa.
 
A falta de traquejo do roteiro nesse departamento se torna acentuada com a atuação pálida de Bradley Cooper que não consegue sustentar o drama vivido por Avery em função da culpa que carrega por suas ações. É como se Cianfrance exigisse de Cooper algo que ele ainda não consegue sustentar dramaticamente, apesar de sua ótima campanha na temporada de prêmios desse ano com O Lado bom da Vida. Fica muito a desejar. Por outro lado, Ryan Gosling, sempre competente, e aqui amparado por uma construção de personagem que o favorece (bem mais que Cooper, é verdade), é certeiro no tom da sua performance. Luke é retratado como um homem tentando reparar sua trajetória, fazer diferente com seu filho, estabelecer uma relação diferente daquela que seu pai estabeleceu com ele, mas que não consegue encontrar uma solução madura para a meta que se impõe. Gosling é sincero e terno em sua composição, sobretudo quando divide a cena com Eva Mendes, em uma das melhores interpretações do filme. Mendes confere dignidade a uma mulher que já perdeu qualquer expectativa romântica sobre a vida, mas que não consegue conter a emoção ao perceber que o sonho de ter o pai do seu filho presente pode enfim se concretizar e ela pode não estar só nessa pesada responsabilidade de criar uma criança. No entanto, todas as suas esperanças revelam-se falsas quando se dá conta do que Luke está sendo capaz de fazer em nome dessa tentativa de construir um modelo referencial.


Derek Cianfrance mantém a qualidade na direção em O Lugar onde tudo Termina através de opções nada óbvias, mas ao mesmo tempo pouco exibicionista, o que é muito bom para um cineasta. O filme tem seus percalços, tropeços que empalidecem suas pretensões. Mas ainda que não ofereça o final catártico que anuncia, O Lugar onde tudo Termina é um esforço interessante de um diretor que parece sempre oferecer um conforto emocional para seus espectadores e para seus personagens diante do pessimismo do universo que retrata e que impõe.

 
 
The Place Beyond the Pines, 2013. Dir.: Derek Cianfrance. Roteiro: Derek Cianfrance, Bem Coccio e Darius Marder. Elenco: Ryan Gosling, Bradley Cooper, Eva Mendes, Rose Byrne, Bruce Greenwood, Ray Liotta, Emory Cohen, Dane DeHaan, Mahershala Ali, Olga Merediz. 140 min. Paris Filmes.

COMENTÁRIOS

BLOGGER: 2
Loading...
Nome

Agenda,6,Checklist,5,Cinco Atos,1,Crítica,76,DVD & Blu-Ray,5,Editorial,2,Entrevista,1,Extras,3,Listão,13,Matéria Especial,4,Prévia,25,Radar Crítico,13,Rewind,3,TV & Streaming,12,Vilões que Amamos Odiar,1,
ltr
item
Chovendo Sapos: O Lugar onde tudo Termina
O Lugar onde tudo Termina
http://4.bp.blogspot.com/-8WGzfc2A-qU/Ua5ft72QgoI/AAAAAAAARwA/VvI2FMOz69s/s640/The-Place-Beyond-the-Pines_Eva-Mendes-Ryan-Gosling-tee_Image-credit-Focus-Features.jpg
http://4.bp.blogspot.com/-8WGzfc2A-qU/Ua5ft72QgoI/AAAAAAAARwA/VvI2FMOz69s/s72-c/The-Place-Beyond-the-Pines_Eva-Mendes-Ryan-Gosling-tee_Image-credit-Focus-Features.jpg
Chovendo Sapos
http://www.chovendosapos.com.br/2013/06/o-lugar-onde-tudo-termina.html
http://www.chovendosapos.com.br/
http://www.chovendosapos.com.br/
http://www.chovendosapos.com.br/2013/06/o-lugar-onde-tudo-termina.html
true
3477978344278040615
UTF-8
Posts carregados Nada encontrado! VEJA MAIS Leia mais Responder Cancelar resposta Deletar Por Início PÁGINAS POSTS Ver todos RECOMENDADO PARA VOCÊ CATEGORIA ARQUIVO PESQUISAR TODOS OS POSTS Nada encontrado VOLTAR Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir ESSE CONTEÚDO É PREMIUM Por favor, compartilhe para liberar! Copie todo o código Selecione todo código Todos os códigos foram copiados Não foi possível copiar o código