Guia Oscar 2013 - Roteiros

Originais...


Django Livre
por Quentin Tarantino

É notória a carreira de Quentin Tarantino como diretor, mas seus roteiros são ainda mais cultuados. Até mesmo quando não assume a condução de um de seus scripts, como foi o caso de Amor à Queima Roupa, as marcas de Tarantino são perceptíveis em cada diálogo e twist. Não colocaria Django Livre nem entre os cinco melhores trabalhos do realizador, no entanto, sua ausência entre os cinco diretores eleitos pela Academia é minimizada graças a indicação em roteiro original. O trabalho aqui é bem controverso e rendeu discussões sobre o excesso de ofensas a negros (polêmica boba já que o objetivo do trabalho era justamente a crítica através da exposição em cores fortes da escravidão da época retratada). 

Suas chances de vencer: São boas, mas precisa bater outro favorito na categoria, A Hora mais Escura, um trabalho bem mais apurado (#sorryteamtarantino).

Quentin Tarantino já venceu o Oscar de melhor roteiro original por Pulp Fiction (1994). Foi indicado como melhor roteiro e direção por Bastardos Inglórios (2009) e melhor direção por Pulp Fiction (1994).



Amor
por Michael Haneke

Michael Haneke foi a festejada zebra do ano com o sensível Amor, um projeto bem diferente do que já nos apresentou. O longa é a "cota" estrangeira do ano, o que não significa que não possa acabar passando a rasteira no favoritismo de muitos títulos em categorias-chaves como essa. Nas últimas semanas, o filme ganhou um novo gás com campanhas na internet e veículos especializados enaltecendo o trabalho de sua protagonista. 

Suas chances de vencer: Poucas, mas existem. Caso a Academia fique inibida em premiar Haneke como melhor diretor, a estatueta de melhor roteiro original pode ser uma opção.

Veterano em festivais de cinema, como Cannes, de onde coleciona oito prêmios, Michael Haneke é lembrado pela primeira vez no Oscar.


O Voo
por John Gatins

Particularmente, o indicado que enxergo com mais reservas. O Voo, retorno do diretor Robert Zemeckis (De Volta para o Futuro), merece ser enaltecido única e exclusivamente pela performance de Denzel Washington. O maior problema do roteiro desse longa é a superficialidade com que trata os conflitos de seu personagem e as questões éticas que envolvem todo o acidente de avião que é o mote do filme. Em seu lugar, poderiam ter indicado o impecável e subestimado trabalho de Paul Thomas Anderson em O Mestre.

Suas chances de vencer: Não apostaria minhas fichas.

O trabalho mais famoso de Gatins, que tem em O Voo sua primeira indicação ao Oscar, é o roteiro de Gigantes de Aço.


Moonrise Kingdom
por Wes Anderson e Roman Coppola

Durante algum tempo apostei minhas fichas em Moonrise Kingdom como o substituto natural de Amor entre os melhores filmes pelo Oscar, caso o longa de Haneke fosse rejeitado pela Academia. Isso não aconteceu e se por um lado ganhamos, por outro perdemos. A única indicação do filme é merecida e Anderson é lembrado novamente em uma área que tem até mais prestígio que a direção, desta vez ao lado de Roman Coppola, que faz jus à fama dos herdeiros de Francis Ford Coppola.

Suas chances de vencer: Também são poucas. Nesse caso, o clichê é válido, a indicação já é uma grande vitória.

Wes Anderson já foi indicado ao Oscar de melhor animação por O Fantástico Sr. Raposo (2009) e de melhor roteiro original por Os Excêntricos Tenenbauns (2001), junto com o ator Owen Wilson, também autor do roteiro. É a primeira indicação ao Oscar de Roman Coppola.


A Hora mais Escura
por Mark Boal

Talvez o trabalho mais penoso entre os indicados, no que diz respeito às dificuldades para realizá-lo. O roteirista Mark Boal empreendeu uma verdadeira investigação jornalística atrás de fatos e personagens que comporam a caçada a Osama Bin Laden. O roteiro de Boal é o menos emotivo dos cinco e por isso mesmo o novo longa de Kathryn Bigelow tenha mais chances aqui. Filmes com as características de A Hora mais Escura acabam levando vantagem nas categorias de roteiro.

Suas chances de vencer: Apesar de muita gente apostar que dará Quentin Tarantino, acredito que Mark Boal levará a melhor. Um dos favoritos, se não, o grande favorito.

Mark Boal venceu o Oscar de melhor roteiro original por Guerra ao Terror (2009), longa anterior de Kathryn Bigelow, que também dividiu com o roteirista o prêmio de melhor filme na mesma edição do Oscar, já que os dois foram produtores do longa.

Adaptados...


Argo
por Chris Terrio

Há alguns meses atrás, o roteiro de Argo era aposta certa entre os melhores do ano, mas nada apontava para uma vitória no Oscar, o favorito era Lincoln. No entanto, a ausência de indicação para Ben Affleck na categoria direção e o favoritismo de Argo em melhor filme, trouxe uma questão a ser resolvida pela Academia? Das indicações que recebeu, Argo é favorito em melhor filme e montagem, mas nenhum vencedor do Oscar de melhor filme pode sair da cerimônia com apenas duas estatuetas, seria estranho demais. O trabalho de Terrio aqui foi adaptar o relato do protagonista de sua própria história, transformado em livro.

Suas chances de vencer: No momento, as apostas apontam para ele.

Trata-se do primeiro grande trabalho de Chris Terrio, que antes de sua parceria com Ben Affleck dirigiu alguns episódios da série Damages.


Lincoln
por Tony Kushner

Baseado no livro de Doris Kearns Goodwin, o roteiro de Lincoln assume um tom teatral na medida em que dá mais importância a diálogos que ações. Por essa característica, Kushner foi elogiado pela crítica e coleciona defensores de sua vitória na cerimônia do próximo domingo. O trabalho foi complicado, tanto quanto o de Mark Boal em A Hora mais Escura, já que o roteirista teve que pegar o máximo de informações possíveis e condensá-las em um filme que respeitasse os acontecimentos históricos e não deixassem de dimensionar os propósitos e características de seus personagens. Ele e Spielberg conseguiram.

Suas chances de vencer: Ainda está no páreo. É o substituto provável para o caso de Argo perder no final das contas.

Tony Kushner já foi indicado ao Oscar de melhor roteiro adaptado por Munique (2005), também de Spielberg, ao lado do roteirista Eric Roth.


As Aventuras de Pi
por David Magee

Em seu primeiro trabalho com Ang Lee, David Magee tem a desvantagem do roteiro de As Aventuras de Pi não ser o grande forte do filme em si. Mas o roteirista pode encontrar votantes naqueles que preferirem o tom fabulesco, fantástico, do filme de Lee. A curiosidade é que o roteiro passou pelas mãos de vários diretores - entre eles M. Night Shyamalan - , até encontrar em Ang Lee seu realizador ideal.

Suas chances de vencer: Talvez seja o concorrente mais fraco da categoria.

David Magee foi indicado ao Oscar de melhor roteiro adaptado por Em Busca da Terra do Nunca (2004).


Indomável Sonhadora
por Behn Zeitlin e Lucy Alibar

Indie do ano junto com o badalado O Lado Bom da Vida, temos ouvido falar de Indomável Sonhadora desde o primeiro semestre de 2012. Sua lembrança nas principais categorias do Oscar (indicações em filme, direção, roteiro adaptado e atriz) mostram a força desse pequeno grande filme. E olha que não é fácil permanecer na memória dos votantes decorrido tanto tempo... Que o digam As Sessões e O Mestre, longas elogiados pela crítica que acabaram perdendo a força em função de lançamentos antecipados.

Suas chances de vencer: Pode ser uma zebra para movimentar a festa.

Primeira indicação de ambos. Zeitlin, em sua estreia na direção, também recebeu uma indicação como melhor diretor.


O Lado Bom da Vida
por David O.Russell

Trata-se da maior fraude do ano (polêmica). Um trabalho que se distingue de toda a filmografia de O.Russell por seguir ipsis literis a cartilha da comédia romântica indie. Previsível ao cubo, infelizmente tem chances nesta edição do Oscar e sua força se comprova pelas oito indicações que recebeu, quatro delas somente para seu elenco.

Suas chances de vencer: Caso Argo e Lincoln dividam opiniões ou o lobby de Harvey Weinstein seja mais forte do que pensávamos, pode vencer sim.

David O.Russell também concorre como melhor diretor por O Lado Bom da Vida. Ele também já foi indicado a melhor diretor por O Vencedor (2010). É a primeira indicação de sua carreira na categoria.

COMENTÁRIOS

Nome

Agenda,9,Checklist,6,Cinco Atos,1,Crítica,83,DVD & Blu-Ray,5,Editorial,2,Entrevista,1,Extras,5,Listão,13,Matéria Especial,4,Prévia,36,Radar Crítico,18,Rewind,3,TV & Streaming,17,Vilões que Amamos Odiar,1,
ltr
item
Chovendo Sapos: Guia Oscar 2013 - Roteiros
Guia Oscar 2013 - Roteiros
http://1.bp.blogspot.com/-g7oXeJQZaFA/URPCMgNN3BI/AAAAAAAAQ3c/gKz2sWhZDHU/s400/121412-shows-django-unchained-movie-poster.jpg
http://1.bp.blogspot.com/-g7oXeJQZaFA/URPCMgNN3BI/AAAAAAAAQ3c/gKz2sWhZDHU/s72-c/121412-shows-django-unchained-movie-poster.jpg
Chovendo Sapos
http://www.chovendosapos.com.br/2013/02/guia-oscar-2013-roteiros.html
http://www.chovendosapos.com.br/
http://www.chovendosapos.com.br/
http://www.chovendosapos.com.br/2013/02/guia-oscar-2013-roteiros.html
true
3477978344278040615
UTF-8
Posts carregados Nada encontrado! VEJA MAIS Leia mais Responder Cancelar resposta Deletar Por Início PÁGINAS POSTS Ver todos RECOMENDADO PARA VOCÊ CATEGORIA ARQUIVO PESQUISAR TODOS OS POSTS Nada encontrado VOLTAR Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir ESSE CONTEÚDO É PREMIUM Por favor, compartilhe para liberar! Copie todo o código Selecione todo código Todos os códigos foram copiados Não foi possível copiar o código